Uma edição que vale por 12. A publicação destaca análises anuais dos principais setores da pecuária brasileira.

Informação com credibilidade há 21 anos !

Leite

Alta pressão

Mesmo com oferta ajustada, alta dos insumos e provável enfraquecimento na demanda interna de lácteos apertam margens no campo

Rafael Ribeiro de Lima Filho 1

A demanda por lácteos foi prejudicada no início da pandemia em função do fechamento de estabelecimentos comerciais e de prestação de serviço, tais como, restaurantes, lanchonetes, bares e hotéis (food service). O segmento mais afetado foi o de queijos. Diante disso, mesmo com a produção de matéria-prima (leite cru) em queda nas principais bacias leiteiras do país (entressafra no primeiro semestre), o viés de alta observado sobre os preços do leite e derivados, até março, perdeu força, com estabilidade em abril e queda no preço pago ao produtor em maio. Para o produtor de leite, o segundo trimestre de 2020 foi de atenção, pois, além da pressão sobre o faturamento (preço de venda do leite), os custos de produção da atividade subiram fortemente, puxados pelos alimentos concentrados, principalmente.

Recuperação nos preços

As incertezas geradas pela Covid-19, a queda na demanda interna por lácteos e o aumento nos custos de produção da atividade leiteira reduziram investimentos e gastos por parte do produtor, principalmente com alimentação do rebanho. Esse fato somado ao clima mais adverso, principalmente no Sul do país (atrasos nas chuvas e calor intenso), afetaram negativamente a produção de leite no país. Além da oferta mais ajustada de matéria- prima (leite cru), a demanda interna por leite fluido e leite em pó aumentou com o início dos pagamentos dos auxílios emergenciais pelo governo. No mais, a reabertura gradual do comércio ajudou no escoamento da produção. Diante da retomada da demanda e de uma produção menor, a concorrência entre as indústrias de laticínios aumentou consideravelmente a partir de maio, fazendo com os preços do leite ao produtor subissem de junho a outubro.

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante desta revista, clique Aqui e Assine Agora!