Capim-amargoso: saiba mais sobre essa planta daninha

Capim-amargoso
Mais Soja

Uma planta de difícil controle, o famoso capim-amargoso é um vegetal de alta capacidade de dispersão, que consegue se adaptar em diversos climas e regiões do Brasil e que resiste ao glifosato, um herbicida despejado em plantações de grãos.

Não é de hoje que os agricultores acabam “passando trabalho” por causa desta planta daninha, inclusive, perdendo safras de suas plantações por causa dela. E é por isso que trouxemos este conteúdo para dar algumas informações sobre o capim-amargoso. Está na hora de saber mais sobre essa planta daninha. Vamos conferir?

O que é e quais são as características do capim-amargoso

Como já informamos acima, o capim-amargoso é uma planta daninha muito difícil de controlar por causa da sua velocidade de crescimento e fácil adaptação em solos e climas diversos. Ela causa múltiplos prejuízos para as plantações, desde o cultivo até mesmo a produtividade. Isso porque a espécie é capaz de germinar em qualquer temperatura ou luminosidade, podendo ser vista em qualquer época do ano nas produções agrícolas. As principais características do capim-amargoso são:

  • a invasora possui condições duradouras com capacidade de formar perfilhos;
  • sua germinação é facilmente dispersa pelo vento, podendo alcançar longas distâncias para brotar;
  • seu sistema radicular acumula grandes quantidades de amido, além de ser curto e numerosos.

O que é preciso para controlar esta planta daninha?

Como o capim-amargoso se tornou um grande problema para a maioria dos produtores de milho, soja e algodão, diversos estudos avançaram para tentar encontrar uma alternativa de controlar esta planta daninha, investindo, principalmente, em novas fórmulas de fitossanitários.

Por outro lado, um caminho que vários agricultores já estão utilizando nos últimos tempos é a adoção de rotatividade de princípios ativos de herbicidas. Dessa maneira, nenhum agroquímico é favorecido pela seleção natural, como já é possível de visualizar a partir do uso de glifosato na quantidade de capim-amargoso que cresce no Brasil afora.

Em função disso, a dica é variar entre diversos princípios ativos com diferentes mecanismos de ação. Para aplicar isso em seus cultivos, o ideal é ter um acompanhamento de um especialista, ele saberá auxiliar devidamente sobre quais produtos podem ser usados sem afetar as plantações.

Conheça 3 doenças da soja que atingem as plantações

Você já sabe mais sobre esta planta daninha, o capim-amargoso? Com as informações que demos fica mais fácil de resolver o seu problema, não é mesmo? Nossa última dica: não esqueça de pensar em uma melhor estratégia para o manejo desta invasora, pois é muito importante ter uma tomada de decisão firme e que auxilie na melhora do seu cultivo. Vemos você no próximo post. Até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *