Processos fundamentais para armazenamento de grãos

Local para armazenamento de grãos.
Fonte: Kepler Weber

O mercado de agricultura exige qualidade, logo, nós, agricultores, devemos garantir isso nos nossos produtos. Ao tratar dos grãos, isso não poderia ser diferente. Com a produção aumentando constantemente no Brasil, o ideal é poder se planejar da melhor maneira possível para não haver perdas quantitativas, muito menos qualitativas, das mercadorias. Para ter tal qualidade, é preciso cuidar desde a escolha das melhores sementes até a forma correta de estocagem.

Mas quais são os processos fundamentais para armazenamento de grãos? Se você possui esta dúvida, fique tranquilo. Abaixo, vamos dar algumas dicas de procedimentos que farão seu agronegócio estar sempre dentro das conformidades e evitar perdas.

Procedimento para armazenagem de grãos

Após a colheita na época adequada, com equipamentos precisamente limpos, os grãos devem ser deixados para a secagem. Desse jeito, eles precisam ser armazenados em locais apropriados e de acordo com as condições para cada tipo de grão.

A escolha destes espaços deve ser a partir das condições econômicas de cada agricultor e da escala de comercialização do produto. Use, de preferência, um ambiente fechado e com boas condições de impermeabilização.

Tipos de armazenamento de grãos

Armazenamento a granel

Muito utilizado por grandes produtores, o armazenamento a granel precisa de boas condições de ventilação e ter um sistema de termometria (medição da temperatura) com o propósito de facilitar a manutenção do ambiente. Geralmente, os grãos são armazenados em tulhas ou silos.

Armazenamento em sacos

Este é o modo mais tradicional de estocagem de grãos. Com ele, é possível manusear melhor as mercadorias, além de conseguir trabalhar especificamente com lotes, já que há menos gastos com instalação. No entanto, não é indicado para grandes quantidades.

Boas práticas de armazenamento

  • Antes de utilizar o maquinário de coleta, o ideal é limpá-lo e secá-lo bem para evitar contaminação e absorção de água nos grãos;
  • Nunca armazenar diversos tipos de grãos juntos;
  • Proteger a mercadoria de umidade, locais com acúmulo de água e manter longe de paredes;
  • Higienizar, sempre que possível, os depósitos, as tulhas e o armazém;
  • Lavador hidráulico de alta pressão, aspirador de pó e compressor de ar são instrumentos altamente recomendados para fazer as limpezas dos armazéns e aparelhos de colheita;
  • Estocar os grãos em uma local livre de roedores, morcegos e pássaros.
  • Também deve-se evitar que animais domésticos circulem pelo local;
  • Possua um programa para controlar efetivamente as pragas;
  • Áreas externas do depósito devem ser bem iluminadas para manter insetos e outros animais longe. A dica é manter as lâmpadas afastadas do armazém para que essa iluminação também não cause efeitos no produto;
  • Ao notar que há grãos infectados, o ideal é separá-los dos outros e eliminar todo o conteúdo contaminado.

Agora que você conhece alguns processos fundamentais para armazenamento de grãos, fica mais fácil de conseguir estocar seu produto sem grandes problemas, certo? Saiba que o uso da tecnologia no tratamento de sementes também garante qualidade para as suas produções! Esperamos que você tenha gostado do nosso conteúdo. Até o próximo post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *