Agricultura de precisão: história, boas práticas e muito mais!

instrumento-agricultura-de-precisao
Fonte: Massey Ferguson

A agricultura de precisão está ligada ao uso de tecnologia avançada para analisar e acompanhar as condições do clima e solo para as atividades agronômicas. Em resumo, trata-se de um formato de automação agrícola, onde é possível controlar os processos e a produção como um todo visando ao melhor rendimento dos cultivos. Quer entender melhor? Leia o artigo abaixo que nós, do blog A Granja prepararmos sobre o assunto!

A história da agricultura de precisão

Os primeiros relatos das atividades de agricultura de precisão surgem em 1929, nos Estados Unidos, no entanto, essa prática ficou mais conhecida na década de 80, devido aos avanços e à difusão dos sistemas de posicionamento geográfico. Foi difundida em diversos países com grande produção agrícola, como Alemanha, Argentina, Austrália, Inglaterra e Brasil.

No Brasil, as primeiras aplicações iniciaram na década de 90. O foco inicial era aprimorar as máquinas agrícolas, permitindo uma aplicação otimizada de insumos, o que ajuda a diminuir custos e impactos ambientais negativos e, sucessivamente, ampliar o retorno econômico, social e ambiental.

agricultura-de-precisao-solo

Objetivos da agricultura de precisão

A Agricultura de Precisão (AP) tem como principal objetivo detectar a diversidade espacial e temporal no campo, e busca melhorar esses processos de manejo das culturas, pensando em todo o sistema. Confira a lista dos propósitos da agricultura de precisão:

  • Diminuir ao máximo a contaminação dos solos de todas as áreas produtivas;
  • Aprimorar o uso de insumos agropecuários;
  • Reduzir dos custos de produção;
  • Aumentar a produtividade;
  • Sempre buscar a proteção do ambiente e recursos naturais.

Pilares da Agricultura de Precisão

A Agricultura de Precisão é marcada por estes três pontos que convergem em busca de melhores resultados:

  • Revolução gerencial;
  • Tecnologia de Informação;
  • Agregação de valor à produção.

No entanto, a AP não está relacionada apenas ao uso de ferramentas de alta tecnologia, uma vez que seus princípios podem ser aplicados no dia a dia das propriedades, ajudando a obter uma melhor organização e gestão das atividades, dos gastos e, principalmente, da produtividade em cada área.

Existe uma aplicação para diferenciar as divisões e localização das lavouras dentro das propriedades, nas divisas dos talhões ou piquetes, ou apenas, no reconhecimento de “manchas” que diferenciam do padrão geral. A partir disso, o tratamento diferenciado em cada área de atuação é a aplicação do conceito de AP.

Viu como a agricultura de precisão é muito importante para um bom desenvolvimento agrícola e seu manejo? Não esqueça de deixar um comentário nos contando o que achou do texto! Aproveite também e leia mais este artigo: Conheça a importância da calagem do solo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *