A Granja do Ano – 36 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Destaques 2020 MILHO SLC - Agrícola

Milho cultivado como majestade

A SLC Agrícola plantou 82,4 mil hectares de milho na segunda safra 2020, de um total de 317 mil hectares de grãos em 2019/2020

Qual o planejamento da SLC para o milho na safra de verão 2020/21 e na segunda safra 2020? Por que essas definições? Ainda não divulgamos ao mercado a expectativa de área plantada para 2020/21. Em segunda safra 2020, plantamos 82,4 mil hectares. Essas definições estão associadas às áreas disponíveis com condições edafoclimáticas favoráveis para segunda safra no Centro-Oeste e no Maranhão. Além disso, a cultura do milho na segunda safra contribui para a diluição dos custos fixos de produção, uma vez que utilizamos a mesma infraestrutura, máquinas e equipes, otimizando o uso dos ativos e capital humano e melhorando a rentabilidade por hectare físico.

E o que a empresa prevê e estima quanto à rentabilidade do grão tendo em vista a demanda interna e as exportações (com câmbio favorável)?

O milho passa por um momento de alta rentabilidade, principalmente em função do câmbio. A demanda interna segue aquecida no mercado interno de grãos. Com o câmbio mais elevado, favorecendo a exportação, a tendência é de que haja uma competição de preços entre o mercado interno, que precisa se abastecer, e as exportações, já que as tradings continuam com seus programas de exportações aquecidos, o que pode ser verificado pela manutenção do basis positivo mesmo neste período do ano.

Como o milho entra no sistema de produção da SLC Agrícola em relação à rotação de culturas?

O milho é uma importante ferramenta dentro do sistema produtivo pelo benefício gerado com quebra de ciclo de pragas e doenças, além da matéria orgânica deixada Aurélio Pavinato é CEO da SLC Agrícola SLC Agrícola Sede administrativa: Porto Alegre Fazendas de milho: Planalto, Pantanal, Paiaguás, Planorte, Pioneira, Perdizes, Parnaguá, Planeste, Parnaiba, Palmeira e Pamplona Área total de milho 2019/20: 86.300 hectares Produção e produtividade 2019/20: 10.528.600 sacas e 122 sc/ha Área total de grãos em 2019/20: 317.800 ha na lavoura, melhorando as condições físicas, químicas e biológicas do solo.

Quais são os mecanismos de comercialização utilizados por uma empresa da dimensão da SLC Agrícola para os produtos milho, soja e algodão?

O principal mecanismo é a venda futura da produção, o que é feito diretamente com nossos clientes e tendo como referência os mercados futuros nas bolsas internacionais. Eventualmente, podem ser efetuadas travas de preços diretamente nas bolsas, caso não exista liquidez no mercado físico.

E quais as suas expectativas para o agronegócio brasileiro como um todo no ano agrícola 2020/2021, uma temporada atípica em razão da pandemia?

As expectativas são bastante favoráveis. A pandemia provou que o agronegócio é muito resiliente, visto que foi um dos poucos setores da economia que continuou a operar sem maiores percalços. Alguns setores específicos do agro sentiram um pouco mais o impacto da pandemia, como, por exemplo, o de açúcar e álcool. No entanto, analisando o setor como um todo, podemos dizer que a conjuntura ainda é bastante positiva para o agronegócio no Brasil. Prevemos expansão da área plantada de grãos no Brasil para o próximo ciclo, o que deverá ser impulsionado pelo real mais depreciado e pela baixíssima taxa de juros. A rentabilidade continua bastante atrativa.