A Granja do Ano – 36 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Destaques 2020 SEMENTES DE MILHO - KWS

Suporte para ampliar a produtividade

KWS apoia os produtores de milho com portfólio renovado e genética adaptada às diferentes condições do País

A KWS está completando oito anos de atuação no Brasil. Como avalia esse período de trabalho no País?

Estes oito anos atuando em solo brasileiro representam uma nova fase para a KWS. Recordando esse período em que estou na liderança da empresa até hoje, foram grandes desafios superados, mas sempre marcando o compromisso e a parceria com o produtor. Tudo que estamos conquistando é reflexo do trabalho e do comprometimento de cada funcionário. Essa é uma fase para continuarmos a destacar a nossa marca, seguindo a nossa visão de contribuir para suprir a crescente demanda por alimentos no mundo, com muito respeito, prosperidade e suporte. De 2018 para cá, foram grandes conquistas, começando com a renovação rápida do nosso portfólio de milho, mostrando a capacidade e o DNA da KWS em melhoramento de plantas. Também destacamos a construção da nossa nova unidade de beneficiamento de sementes no modelo horizontal, confirmando nossa preocupação com a qualidade. Neste ano, segundo as pesquisas, somos uma das empresas que mais cresceram em participação de mercado no segmento de safrinha, que foi nosso foco até agora, e hoje já é o maior mercado. E, agora, por meio da revista A Granja, recebemos este prêmio, coroando estes últimos anos de muito esforço por parte de todos. Ser reconhecido pelo público em geral como a melhor empresa de sementes de milho do mercado em 2020, sendo a KWS uma empresa tão jovem aqui no País, e com competidores com muito mais tempo e maiores no Brasil, é motivo de muito orgulho e satisfação.

Quais são os mais recentes investimentos da empresa no Brasil e quais os principais projetos para os próximos meses?

Em 2019, concluímos um investimento de mais de R$ 50 milhões em nossa nova unidade de beneficiamento de sementes em Patos de Minas/MG, que dobrou a nossa capacidade de produção anual para 2 milhões de sacos. É a única com modelo horizontal que preserva ainda mais a qualidade fisiológica das sementes. E, no momento, estamos em fase de implementação de uma nova unidade de pesquisa em Petrolina/PE. Um investimento de, aproximadamente, R$ 10 milhões que é chave em nosso plano estratégico de longo prazo, pois, devido à localização e ao clima, vai nos dar muita velocidade em lançamentos para todo o Brasil.

Quais são os mais recentes lançamentos da KWS para os produtores de milho?

Nosso grande foco é a entrada no mercado Sul do Brasil. Estamos trazendo três novos híbridos neste ano: o K9410VIP3, o K7330VIP3 e o K9300PRO3, que foram desenvolvidos em nossa estação de pesquisa de Ponta Grossa/PR. Após seis anos de testes, completamente adaptados para toda a região Sul e com as características que o produtor busca para essa condição, que é ciclo curto e máximo teto produtivo, fornecemos a ele a opção de poder escolher aquela biotecnologia na qual ele acredita que seja a melhor para o seu custo de manejo.

Quais são as principais demandas e os desafios entre os produtores de milho e como a tecnologia desenvolvida pela KWS atende a essas necessidades?

Primeiramente, temos que agradecer o produtor rural brasileiro, que é extremamente competente em suas atividades. As demandas e o grande desafio do agricultor brasileiro, principalmente em milho, são produzir cada vez mais sem aumentar a área. Já tivemos um grande avanço nestes últimos 30 anos em termos de produtividade, que mais do que dobrou. Mas há espaço para mais. E é aí que a KWS entra, aliando nossa capacidade de oferecer genéticas e biotecnologias competitivas e adaptadas para todo o Brasil, com uma equipe especializada, capaz de fazer uma recomendação técnica que melhor se encaixa na realidade de cada agricultor.