A Granja do Ano – 37 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Trigo

Momento abençoado

No primeiro trimestre de 2020, a alta no preço médio do trigo com relação ao mesmo período do ano anterior foi superior a 35%. Um combo de circunstâncias elevou as cotações: a colheita ficou menor pela quebra da safra paranaense, a Argentina vendeu seus excedentes exportáveis bem antes e a desvalorização do real dificultou a importação. A estimativa é que a safra 2020 seja 31% maior

Gabriel Nascimento
[email protected]

O clima é o principal ponto de atenção do mercado brasileiro de trigo. Conforme o analista e consultor de Safras & Mercado Jonathan Pinheiro, as condições meteorológicas no Brasil e na Argentina são essenciais para a formação de preços do grão no cenário interno. A safra brasileira 2020 estava, no início de agosto, em fase de desenvolvimento, com a colheita prevista para se iniciar no final do mês no Paraná e, em outubro, no Rio Grande do Sul. Assim, a expectativa era de que a entrada da oferta no mercado começasse a pressionar uma queda nos preços de referência a partir de setembro. Os produtores argentinos enfrentavam o clima seco preocupante, mas a expectativa seguia de uma safra cheia naquele país.

O mercado brasileiro de trigo vem de uma quebra de 7% na safra nacional. Em 2019, foram colhidas 5,08 milhões de toneladas, contra 5,45 milhões um ano antes. O número negativo foi puxado pelo Paraná, tradicionalmente o principal produtor do cereal, que teve queda de 24% ano a ano. O quadro nacional só não foi pior graças à alta de 17% na safra do Rio Grande do Sul, que assumiu a primeira posição em 2019. O estado já vinha de uma alta de 48% de 2017/18 para 2018/19.

Em 2020, porém, Safras & Mercado estima a produção nacional em 6,664 milhões de toneladas, alta de, aproximadamente, 31% ano a ano. A área plantada é estimada em 2,172 milhões de hectares, cerca de 6% acima dos 2,048 milhões semeados em 2019. O analista ob...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante desta revista, clique Aqui e Assine Agora!