A Granja do Ano – 37 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Florestas

A versatilidade em alta

O Brasil investe em eucalipto e pinus, que resultam em inúmeros produtos e subprodutos, desde celulose até resina, além de fomentar a sustentabilidade ambiental. Mas as florestas plantadas geram muito mais, como 10% de todas as exportações do agronegócio

Eliza Maliszewski

O Brasil tem 7,8 milhões de hectares somente de eucaliptos e pinus. O cultivo comercial de árvores resulta em 5 mil produtos, como madeira serrada, papel, celulose, pisos e painéis e carvão vegetal. Devido à evolução no campo, à tecnologia florestal e ao clima, que favorecem a atividade, o setor tem os melhores índices de produtividade do mundo. São 36 metros cúbicos/hectare/ano em eucalipto e 30,1 m³/ha/ano em pinus. Segundo a Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), em 2019, a exportação de base florestal alcançou US$ 9,7 bilhões, sendo a celulose a mais significativa, com US$ 7,5 bilhões. A China seguiu como principal destino e comprou US$ 3,2 bilhões somente de celulose. A América Latina, por sua vez, é o destino com maior negociação para painéis de madeira (US$ 164 milhões) e papel (US$ 1,2 bilhão).

O saldo da balança comercial do setor atingiu US$ 8,7 bilhões, queda de 10,2%. A representatividade da balança do setor permaneceu estável, somando 4,3% do total das exportações brasileiras e 10% das exportações do agronegócio. Em volume de exportações de papel houve aumento de 7,2%, com total de 2,2 milhões de toneladas comercializadas. “Investir no setor de árvores cultivadas tem se mostrado um bom negócio. Mesmo em período de retração, entre 2015 e 2018, houve inauguração de uma fábrica por ano e mais de R$ 20 bilhões investidos”, destaca o diretor- executivo da Ibá, José Carlos da Fonseca Jr.

Revolução verde

Nos últimos anos, a sustentabilidade também virou tendência no setor de florestas plantadas. Isso passa por novos produtos e também por usos inédito...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante desta revista, clique Aqui e Assine Agora!