A Granja do Ano – 37 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Hortaliças

Só a resiliência salva

O isolamento social derrubou o consumo de hortaliças em restaurantes, redes de fast-food, escolas e ambientes de refeições coletivas. Coube aos horticultores se reinventarem. Houve apelo até ao patriotismo

Thais D’Ávila

O setor de hortaliças encerrou 2019 com boas perspectivas para 2020. Conforme a Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas (ABCSem), em 2019, houve um aumento de 1,5% na área cultivada. No geral, o clima foi bom ao longo do período, os preços históricos valorizados para várias culturas e, ainda, a retomada da economia, com a aprovação da Reforma da Previdência, davam uma ideia de recuperação do País e da renda dos brasileiros, fundamental para o consumo de hortaliças. “O negócio das hortaliças é sensível ao crédito e ao poder de consumo. Se a gente tem uma estabilidade econômica, a tendência é de a população se alimentar melhor”, afirma Marcelo Pacotte, diretor-executivo da ABCSem.

E era essa a expectativa para 2020. O diretor-executivo do Instituto Brasileiro de Horticultura, Manoel Oliveira, também reconheceu o otimismo no início de 2020. “O segundo semestre de 2019 foi positivo e estava se mantendo. Existia uma sensação de que a gente teria um 2020 muito promissor”, afirma Oliveira.

Mas, logo na virada do ano, em janeiro, foi registrada uma pressão de oferta com a safra de verão. E também o clima começou a ficar diferente para as regiões produtoras. “Tivemos muita chuva, com perdas em folhosas e também em tomate no Espírito Santo. Além da chuva, teve a estiagem que pegou em cheio Rio Grande do Sul, Santa Catarina e até algumas regiões do Paraná. O clima não ajudou muito”, destaca Oliveira. Em março, passado o Carnaval e a esperança de retomada econômica, chegou a pandemia, provocando uma desaceleração abrupta. Foi um período assustador para os envolvidos com hortaliças, especialmente para as cadeias longas, que dependem...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante desta revista, clique Aqui e Assine Agora!