A Granja do Ano – 37 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Batata

Consumo esfriado

A menor frequência das pessoas nos supermercados e aos restaurantes pelo isolamento social diminuiu o consumo de batata. E o desemprego também influencia diretamente na queda de vendas

Leonardo Gottems

O setor de alimentos vegetais foi um dos mais afetados pela pandemia do novo coronavírus no Brasil. Apesar de ser mais durável que as verduras, por exemplo, a batata vem sofrendo com as limitações e também com as incertezas provocadas pelo isolamento social e o fechamento dos estabelecimentos comerciais. De acordo com informações divulgadas pela Associação Brasileira da Batata (ABBA), a menor frequência das idas das pessoas ao supermercado, "com certeza", influenciou nesse panorama, já que as vendas diminuíram. "De uma forma geral, os vegetais mais duráveis foram menos afetados que os mais perecíveis. As folhosas e algumas frutas tiveram uma forte redução no consumo, enquanto alguns produtos como alho, batata, cebola e tomate não foram tão afetados, quando levada em conta essa comparação. Mas houve, sem dúvidas, uma redução significativa nas vendas. A menor frequência da população nos supermercados é a justificativa principal para o cenário", informa a entidade. Quando se considera como momento de avaliação o primeiro semestre de 2020, a oferta e a qualidade da batata foram insatisfatórias. Até o final de maio, por exemplo, as secas e o calor na Região Sul, somados ao excesso de chuvas em estados como Minas Gerais e Bahia, foram os principais empecilhos para a produção deslanchar. A partir de junho, a oferta aumentou e a qualidade melhorou, motivadas pelas produções de São Paulo e de Goiás, que foram favorecidas por condições climáticas bastante favoráveis, com temperaturas amenas e alta luminosidade, sem mencionar a irrigação controlada.

A partir disso, a pandemia acabou causando uma certa mudança de consumo do brasileiro quando o assunto é ba...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante desta revista, clique Aqui e Assine Agora!