A Granja do Ano – 36 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Destaques Graneleiros

Força e agilidade na rotina do campo

Destaques

Carretas graneleiras projetadas pela JAN atendem a requisitos demandados pelos produtores, como robustez, grande capacidade de carga e rapidez na descarga

A Granja do Ano — Quais são as características mais importantes das carretas graneleiras desenvolvidas pela JAN?

Jerri Rietjens — A bem falada robustez está presente em todo projeto de carreta graneleira ou outro produto desenvolvido pela JAN. Também contamos com um corpo de engenharia que trabalha as melhores técnicas de desenvolvimento de produto. Na parte industrial, destacam-se máquinas operatrizes de última geração que permitem uma fabricação adequada e precisa. Contando com todos esses aspectos, as carretas graneleiras saem de fábrica com uma identidade JAN que é reconhecida pelo cliente e que nos faz concluir que estamos no caminho certo de trabalho. Produzimos equipamentos para que o produtor tenha uma agricultura de resultado positivo e confiança no futuro.

Quais são as mais recentes inovações da JAN na sua linha de graneleiros?

A JAN lançou, recentemente, a linha de carretas graneleiras Tanker Magnu nos modelos 35.000, 40.000 e 45.000. São carretas com características específicas de grande capacidade de carga e rapidez na descarga. Os equipamentos atendem às tendências do mercado em que os clientes pedem, além de agilidade, tubos de descarga projetados à frente do equipamento facilitando manuseio e visualização por parte do operador na hora do trabalho.

Além das carretas graneleiras, quais são as outras linhas de equipamentos desenvolvidas pela JAN?

Para atender o produtor rural, a JAN disponibiliza uma linha completa de distribuidores de corretivos e fertilizantes de arrasto que atendem todos tamanhos de agricultor. Produzimos pulverizadores e distribuidores de fertilizantes autopropelidos nos modelos de tração mecânica e hidrostática e que têm uma ótima aceitação por parte do produtor. Fabricamos subsoladores e escarificadores para preparo de solo, roçadeiras, trituradores de restos culturais, pá agrícola para acoplar na frente dos tratores e plataformas colhedoras de milho.

Quais são os diferenciais do trabalho da JAN, tanto na venda quanto no atendimento pós-venda ao produtor?

Acreditamos que o serviço de pós-venda é fundamental no atendimento ao cliente. Por isso, procuramos fechar o ciclo da venda tendo, além de representantes e corpo técnico capacitados e treinados, uma revenda que nos represente da melhor maneira e execute negócios que solucionem o problema do cliente e esteja presente quando este precisar. Trabalhamos para buscar um relacionamento duradouro com consumidores, a venda é consequência. A JAN é a solução do agricultor. Esse é o nosso norte.

Qual é a sua avaliação sobre o desempenho da empresa no ano de 2018 e quais são as perspectivas para 2019? Quais são os projetos e investimentos de destaque?

O ano de 2018 está sendo importante para recuperar o mercado que caiu, de forma geral, nos últimos anos. Vivemos um primeiro semestre muito bom e estamos na expectativa do segundo semestre repetir esse bom desempenho. O ano de 2019 será essencial para consolidar o momento importante dessa retomada do mercado. Atuamos em diversas frentes de trabalho procurando atender às necessidades do nosso cliente e desenvolvemos, em conjunto com o produtor, equipamentos de acordo com suas demandas. Dessa forma, tomamos a decisão sobre os nossos investimentos.

Destaques

Jerri Rietjens é diretor da JAN