A Granja do Ano – 36 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Destaques Colheitadeiras

Inteligência na hora da colheita

Destaques

Além de equipamentos modernos que atendem às demandas dos produtores, a John Deere investe na integração entre as tecnologias, com destaque para o Centro de Operações, anunciado em 2018

A Granja do Ano — Quais são as mais recentes novidades da John Deere em produtos e soluções voltados à colheita?

Paulo Herrmann — Em equipamentos, o destaque da empresa é a Série S de colheitadeiras, projeto desenvolvido nacionalmente para atender às necessidades do agricultor brasileiro. A máquina tem como diferencial a substituição da tecnologia saca-palha pelo rotor, o que representa 25% mais desempenho, 50% mais qualidade dos grãos e 75% menos perdas. O principal diferencial da John Deere em tecnologia é, majoritariamente, a integração entre as tecnologias oferecidas pela empresa, como o JDLink, solução de telemática que permite o gerenciamento das operações de qualquer lugar, a qualquer instante, a partir de uma conexão com a internet, e o Centro de Operações, plataforma de gerenciamento de dados on-line que integra informações agronômicas, de máquina e produção, para que o produtor possa extrair o máximo potencial produtivo da máquina e consiga rentabilidades expressivas na lavoura.

Na Agrishow 2018, a John Deere anunciou o seu Centro de Operações. Como está o andamento desse projeto e quais serão as principais contribuições dessas tecnologias para o produtor rural?

O Centro de Operações já está sendo utilizado na agricultura brasileira, apoiando o produtor no dia a dia da lavoura. Trata-se de uma plataforma de gerenciamento de dados on-line que integra informações agronômicas, de máquina e produção. O cruzamento de dados colhidos pelas máquinas durante o plantio, a aplicação de insumos e a colheita permite que o agricultor identifique oportunidades de redução de custos, de otimização da operação das máquinas, e tome decisões rápidas, tudo de forma segura, centralizada e a distância. As principais funcionalidades disponíveis no Apex – outro importante software de gerenciamento de dados da John Deere – também serão disponibilizadas para o Centro de Operações, que receberá todo o backup do programa, com a vantagem de poder ser acessado de diversos computadores, em diferentes lugares, reunindo todos os dados da fazenda em uma interface intuitiva.

Destaques

Paulo Herrmann, presidente da John Deere Brasil e vice-presidente de Marketing e Vendas para a América Latina

Quais são os próximos planos e investimentos da John Deere no Brasil?

Nos últimos anos, a John Deere investiu em diversas soluções tecnológicas e estratégicas para o mercado, que prometem revolucionar o dia a dia dos produtores e aumentar a eficiência e a rentabilidade da lavoura. Para isso, a empresa investe, diariamente, em todo o mundo, US$ 4 milhões em pesquisa e inovação, sempre buscando oferecer aos seus clientes o que há de mais moderno na agricultura. No País, a companhia inaugurou o CAPI (Centro de Agricultura de Precisão e Inovação), em Indaiatuba/SP, espaço em que integra sistemas produtivos e busca soluções diferenciadas, com base em inovação, para atender às necessidades de seus clientes. O espaço ajuda no desenvolvimento das soluções tecnológicas da empresa, como o Centro de Operações e o Conectividade Rural, projeto voltado a oferecer acesso à internet aos agricultores brasileiros, preenchendo a lacuna de infraestrutura do País e fazendo com que as tecnologias destinadas a melhorar a agricultura possam ser utilizadas em todo o seu potencial. Para os próximos anos, a John Deere segue com seu propósito de criar soluções tecnológicas para apoiar o crescimento da agricultura nacional e atender às necessidades dos produtores brasileiros.

Quais são as expectativas para a safra de grãos 2018/2019?

As expectativas para essa safra são as melhores possíveis. Além da agricultura brasileira possuir um perfil diferenciado, com sol o ano todo, água e a possibilidade de dois a três ciclos produtivos anuais, o que favorece a obtenção de recordes de produção ano após ano, o produtor brasileiro está cada vez mais buscando soluções em equipamentos e tecnologias que tragam produtividade e rentabilidade para a lavoura.