A Granja do Ano – 34 anos da melhor prestação de informações e serviços ao profissional do campo.

Radiografia das principais atividades agrícolas, relação de instituições e empresas do agronegócio brasileiro.

Destaque 2017 Colheitadeiras JOHN DEERE

Destaque

Inteligência na hora da colheita

Nos últimos dez anos, a John Deere investiu cerca de US$ 550 milhões no Brasil em inovações que colaboram para o aumento da produtividade nas lavouras

Nome da empresa: John Deere

Sede: Indaiatuba/SP

Fábricas no Brasil: Horizontina/RS, Montenegro/RS e Catalão/GO. Duas em construção em Indaiatuba

Número de funcionários: cerca de 57 mil funcionários que integram as mais de 100 unidades distribuídas em 30 países

A Granja do Ano — O Brasil está diante de mais uma safra recorde. De que forma as máquinas de colheita da John Deere colaboram para o incremento de produtividade nas lavouras do País?

Marcos Balsan — O setor agrícola nunca deixou de ser importante para o Brasil e, como demonstram os dados, recentemente divulgados pela Anfavea, a venda de máquinas cresceu, quando comparada ao semestre anterior, e as previsões da Conab e do IBGE apontam para mais uma supersafra recorde. Ano a ano, os agricultores têm entregado safras recordes, ao mesmo tempo em que existe um investimento para melhor gestão da produção, por meio do uso das tecnologias e da redução de gastos. Por conhecer as necessidades dos negócios e dos clientes, a companhia pensa e cria soluções inovadoras, que integram equipamentos, tecnologia embarcada e conectividade, além de soluções em serviços de pós-vendas. Essa é uma visão de futuro para buscar desenvolver inovações que, muitas vezes, ainda não foram nem concebidas.

Quais são as mais recentes inovações da empresa no segmento de colheitadeiras?

As inovações das colheitadeiras Série S trouxeram benefícios como simplicidade operacional, menos paradas de manutenção, melhor rendimento no campo, otimização do tempo, controle, gerenciamento e planejamentos assertivos. As robustas colheitadeiras S670 (S600) permitem que o operador possa otimizar seu tempo devido à facilidade de ajustes e operação de colheitas, integrados à nova cabine. Elas são equipadas ainda com as mais avançadas plataformas de corte do mercado HydraFlex Draper. O conjunto colheitadeira-plataforma entrega a produtividade necessária para os campos brasileiros, pois juntas têm desempenho com capacidade superior ao longo de toda a jornada de trabalho. Os equipamentos contam com a peneira DF3, um sistema ativo de limpeza série S com maior capacidade de limpeza, aprimorando ganhos e diminuindo perdas, mesmo em terrenos inclinados. As colheitadeiras S400, que têm como grande novidade a substituição da tecnologia saca-palha pelo rotor, representam 25% mais desempenho, 50% mais qualidade dos grãos e 75% menos perdas. As colheitadeiras S430 e S440 possuem a tecnologia Rotor TriStream, com três seções descentralizadas (alimentação, trilha e separação), que permite uma melhor separação do grão e da palha. As máquinas dispõem ainda do novo sistema DF4 de limpeza, com peneiras mais longas que proporcionam alto desempenho, mesmo em condições de subidas e descidas acentuadas. Os modelos contam com os recursos de agricultura de precisão, como mapa de produtividade e piloto automático. Além disso, são equipamentos mais leves, o que gera menos compactação de solo e permite atuação em terrenos alagados, além de possuírem o menor raio de giro do mercado, proporcionando redução do consumo de combustível e aumento de produtividade.

Quais as expectativas para o mercado de máquinas agrícolas nos próximos meses, considerando os sinais de recuperação que estamos vivenciando este ano?

Destaque

Marcos Balsan é especialista em Soluções para Colheita da John Deere

Não falamos em números, mas as expectativas são otimistas. As atuais safras agrícolas, tanto de grãos quanto da cultura da cana, além dos preços das commodities e do aumento das exportações, fazem com que os produtores tenham confiança para investir, inclusive em tecnologia. A melhora nas condições econômicas do País também é importante.

Quais são os principais investimentos da John Deere nos últimos meses?

A John Deere tem uma estratégia de longo prazo para o País, marcada pelos investimentos contínuos em inovações tecnológicas. Nos últimos dez anos, foram cerca de US$ 550 milhões investidos no Brasil, que se consolidam em lançamentos e desenvolvimento de produtos e serviços, expansões de unidades e inovações em agricultura de precisão (JD Link e Centro de Agricultura de Precisão e Inovação). A empresa possui, ainda, uma estrutura de apoio ao cliente com a maior rede de concessionários, capazes de suportar e otimizar a máquina, o Centro de Distribuição de Peças (CDP) e o centro de treinamento para aperfeiçoamento constante, incluindo simuladores, que possibilitam a prática sem desgaste da máquina e da lavoura.