Sustentado pela paridade de exportação, preço do algodão segue subindo

Sustentadas pela paridade de exportação, as cotações do algodão no Brasil seguem sua escalada de alta. Na média do polo industrial paulista, a fibra fechou a R$ 4,77 por libra-peso no dia 18, ante RS$ 4,70 no dia 11. No acumulado em relação ao mesmo período do mês e do ano passado, as elevações são de 9,9% e de 67,1%, respectivamente.

No FOB exportação do porto de Santos/SP, a fibra ficou em 86,62 centavos de dólar por libra-peso (c/lb) no dia 18. Ante ao contrato spot negociado na Ice Futures, a pluma brasileira fechou cotada por um valor 2,4% inferior, contra 1,9% inferior ao da véspera. Há uma semana, era 3,0% inferior e, há um mês, 0,7% superior.

Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Élcio Bento, esses números mostram que, apesar da alta expressiva em reais, a fibra brasileira está competitiva no mercado externo. “Isso vem se traduzindo em bons volumes exportados”, relata. Nas duas primeiras semanas de fevereiro, foram embarcadas 121,235 mil toneladas (t), o que supera o montante do mesmo período de 2019 em 32,5%. No acumulado da atual temporada foram exportados 1,749 milhão de toneladas, um recorde para o período e que supera os 1,546 milhão de toneladas do mesmo período do ano passado em 13,1%.

Destaque da semana vai para a área norte-americana a ser plantada com algodão em 2021, que deverá ocupar 12 milhões de acres. A previsão foi feita pelo economista-chefe do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), Seth Meyer, durante o Fórum Anual Outlook. Se confirmada, representa uma pequena queda ante 2020, quando somou 12,09 milhões de acres. Já a produção foi estimada em 17,5 milhões de fardos em 2021/22, uma elevação de 17,1% sobre 14,95 milhões de fardos em 2020/21.

No âmbito global, a área foi estimada em 33,2 milhões de hectares na temporada 2021/22, elevação de 2,9% sobre os 32,3 milhões em 2020/21. A produção deve somar 119,5 milhões de fardos em 2021/22, alta de 4,7% ante as 114,1 milhões de fardos em 2020/21.

Data: 22/02/2021
Fonte: Safras & Mercado

Últimas notícias