Café decola em NY com apreensão com oferta e seguindo outros mercados

A Bolsa de Mercadorias de Nova York (Ice Futures US) para o café arábica encerrou as operações desta segunda-feira com preços acentuadamente mais altos.

As cotações dispararam neste começo de semana com o café seguindo o petróleo e outros mercados, como as bolsas de valores, num dia de otimismo geral com a notícia da vacina da Moderna contra o coronavírus. Além disso, segue a apreensão com o clima no Brasil, com muitas regiões reportando que segue o déficit hídrico e que a umidade ainda não foi regularizada. Fala-se em perdas já irreversíveis para o potencial da safra de 2021, que já será uma safra menor pela bienalidade da lavoura e há temores de quebra ainda maior pelo clima.

Também há apreensão com o clima na América Central, com o Furacão Iota ganhando força e ameaçando a região, o que pode trazer prejuízos nos cafezais.

Tecnicamente, o mercado subiu rompendo resistências e ganhando força técnica e gráfica para avançar ainda mais, com stops sendo atingidos e acelerando o movimento comprador e de alta.

Os contratos com entrega em dezembro fecharam o dia a 115,65 centavos de dólar por libra-peso, com valorização de 6,40 centavos, ou de 5,8%. A posição março/2021 fechou a 118,75 centavos, com elevação de 6,55 centavos, ou de 5,8%.

Data: 17/11/2020
Fonte: Safras

Últimas notícias