Colheita do algodão tem início, mas oferta restrita faz preços subirem em julho

Em julho, muitos produtores consultados pelo Cepea iniciaram e/ou intensificaram a colheita do algodão da safra 2019/20.

A oferta de pluma no mercado spot nacional, no entanto, seguiu baixa, tendo em vista que o ritmo de beneficiamento esteve lento no período e que cotonicultores priorizaram o cumprimento de contratos aos mercados domésticos e externo.

No caso da pluma com qualidade superior, a disponibilidade foi ainda menor.

Do lado da demanda, parte das indústrias trabalhou com a matéria-prima contratada e/ou estocada, mas algumas empresas, especialmente do Nordeste, estiveram ativas na busca por novos lotes.

Entre 30 de junho e 31 de julho, o Indicador do algodão em pluma CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, subiu 5,31%, encerrando o mês a R$ 2,8550.

A média de julho foi de R$ 2,7589/lp, 1,73% superior à de junho/20 e 5,12% acima da de julho/19, em termos nominais.

Data: 06/08/2020
Fonte: Cepea

Últimas notícias