Demanda aquecida sustenta preços da laranja pera

No início deste mês, o mercado in natura de laranjas está mais aquecido. Segundo pesquisadores do Cepea, embora a demanda por pera ainda não esteja no ritmo normal – devido ao fechamento de comércios não essenciais em várias cidades paulistas –, o volume de precoces já se reduziu um pouco (diante da boa absorção industrial), sustentando as cotações.

Na parcial da semana (de segunda a quinta-feira), a laranja pera se valorizou 2,9% frente à semana anterior, com média de R$ 26,20/cx de 40,8 kg, na árvore. Para a lima ácida tahiti, a redução na oferta mantém as cotações em alta.

Na parcial da semana, a tahiti foi negociada a R$ 50,35/cx de 27 kg, colhida, elevação de 9,6% em relação à semana passada.

Data: 10/07/2020
Fonte: Cepea

Últimas notícias