Mercado do milho desvaloriza mais de 2% em maio e tendência é de mais baixas

O mercado de milho iniciou o mês de junho com um cenário de grande pressão nas cotações e a tendência é de que os preços se mantenham em baixa a curto prazo. O motivo para as quedas dos valores do grão são as ausências de perdas relativas a geadas nas lavouras e também o câmbio, já que com a valorização do real frente ao dólar os negócios diminuíram significativamente.

De acordo com Safras & Mercado, as cotações do milho também foram pressionadas com o início da colheita em Mato Grosso. Sem perdas e com a oferta em alta, os produtores passaram a negociar um volume maior do grão, impactando diretamente na desvalorização do mercado interno.

O milho já estava apresentando tendência de queda desde maio, quando o grão desvalorizou mais de 2% num mês. Nesta segunda-feira, 1, a saca de milho estava sendo negociada a R$ 45,91 no país.

Data: 02/06/2020
Fonte: A Granja

Últimas notícias