Expectativas positivas para o milho em 2019

O milho é o grande tema da edição de fevereiro da revista A Granja. A reportagem de capa revela que as perspectivas são as melhores para o cereal em 2019. Uma conjunção de fatores positivos parece se alinhar e estimula o produtor a voltar a apostar neste velho conhecido.

Após um 2018 cheio de perdas pelo clima e com preços baixos ao produtor, foram justamente as quebras ocorridas nesta primeira safra de verão que levaram o preço do cereal mais importante do mundo a disparar no mercado interno. A valorização acendeu o sinal de alerta e estimulou os agricultores, que já projetam aumentar consideravelmente sua área plantada na segunda safra.

A quebra nos números projetados inicialmente para a safra de verão está fazendo os preços voltarem a subir para a faixa entre R$ 37,50 e R$ 39,50 a saca. Já a projeção de plantio é de 11,187 milhões de hectares na segunda safra 2019, ante 10,457 milhões do ano anterior.

No Paraná essa ampliação da área deverá ficar em 20%, e numa comparação sobre um patamar muito elevado – o estado já planta muito milho e ainda é o maior produtor de trigo no inverno. Na Região Centro-Oeste também haverá expansão de área, o que leva a Conab a estimar um aumento geral de 10 milhões de toneladas, ou nada menos que 18,1% na safrinha.

A reportagem também apresenta um panorama sobre as tendências do clima, faz um alerta para as ameaças fitossanitárias e destaca os mercados interno e externo para o cereal.

Clique aqui e acesse a matéria completa.

Data: 06/02/2019
Fonte: A Granja

Últimas notícias