Quais as prioridades do novo Governo para o campo

"Nosso agro, baseado em nossa agropecuária, é um dos mais competitivos do planeta, tornando o Brasil o maior exportador líquido de alimentos para o mercado mundial, se considerarmos exportações menos importações. Essa competitividade vem da crescente eficiência de nossos produtores, graças ao desenvolvimento de novas tecnologias adequadas ao ambiente tropical, viabilizando a expansão em nossas fronteiras agrícolas, que ocorreu nos últimos 50 anos. (...) Mas há ainda fatores importantes que reduzem nossa competividade, principalmente em função de uma legislação e regulação que demandam uma estrutura gestora muito pesada". As afirmações são de Marcelo Vieira, presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB), em artigo exclusivo veiculado pela A Granja de janeiro.

A edição deste mês é comemorativa ao 74º aniversário da revista, e especial, como uma temática voltada a esclarecer e projetar o agronegócio em 2019. Para tanto, foram veiculados artigos de especialistas e lideranças do agronegócio brasileiro. "Para os produtores o cenário atual é positivo, embora em meio às incertezas como, por exemplo, em relação à guerra comercial entre Estados Unidos e China e a peste suína africana na China, com chances de impacto negativo nas compras de soja", destacou outro articulista da edição, Bartolomeu Braz Pereira, presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil). "Em suma, acreditamos que o novo Governo deve reduzir os gastos públicos, investir na infraestrutura, ampliar os parceiros comerciais do Brasil, investir nas relações bilaterais, deixar o ambiente de negócio mais transparente e dar um maior protagonismo ao Brasil perante o mundo".

Clique aqui e acesse a matéria completa.

Data: 10/01/2019
Fonte: A Granja

Últimas notícias