Soja

Pulverizador: a importância de conhecer a TECNOLOGIA EMBARCADA

Entender o funcionamento de cada componente do pulverizador e ajustá-lo para que funcione em sua máxima eficiência é fundamental para a adequada pulverização

Fernando Gonçalves Neto, integrante do Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB)

A cada safra, é possível observar que o aumento das produções agrícolas é resultado da expansão das áreas do agronegócio e, principalmente, de uma elevação consistente da produtividade em todas as culturas, desde as florestas plantadas até os cereais, as frutas, a pecuária e a bioenergia. Sabendo- se que a projeção em escala global, até o ano de 2050, é ao menos duplicar a produção de alimentos, o emprego de tecnologia e o uso racional dos recursos serão os principais fatores que contribuirão para o aumento da produtividade a suprir essa demanda. O aumento da produtividade deverá ocorrer de modo sustentável em um cenário que possui instabilidades climáticas, limitação de recursos hídricos e de fertilizantes e aumento de resistência das doenças, pragas e plantas daninhas a produtos fitossanitários. Dessa forma, é cada vez mais necessário o emprego de inovações tecnológicas em todas as etapas dos processos de produção agrícola para aumentar a eficiência e otimizar o uso dos recursos citados anteriormente. De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), as pragas e doenças, se não controladas, podem afetar a produção agrícola, com perdas em torno de 40%. O manejo fitossanitário das culturas agrícolas pode ser feito por meio de variados métodos e processos, sendo o controle químico via pulverização o mais utilizado. A aplicação correta desses produtos gera uma grande responsabilidade sobre os pulverizadores, assim como as técnicas de aplicação e as tecnologias e processos, que são cada vez mais avançados para permitir uma pulverização mais eficiente e segura.<...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!