Agribusiness

ALGODÃO Alinhado à paridade de exportação, preço interno segue firme

Rodrigo Ramos - [email protected]

Alinhadas à paridade de exportação e contando com o suporte da Bolsa de Nova York e do câmbio, as cotações do algodão em pluma seguiram sustentadas no mercado doméstico. A indicação média no Cif de São Paulo ficou em R$ 4,36 por libra-peso no dia 19 de janeiro. Comparadas ao mesmo período do mês e do ano anterior, as elevações eram de 14,1% e de 61%, respectivamente. “Com um grande excedente de produção em relação ao consumo interno, a tendência é que os preços domésticos sigam próximos à paridade de exportação”, aposta o analista de Safras & Mercado Élcio Bento. “Ante ao contrato de maior liquidez negociado na Ice Futures (março de 2021), a pluma brasileira era cotada por um valor 0,3% inferior no dia 19 de janeiro”, destaca. No cenário internacional, destaque para o relatório de oferta e demanda de janeiro do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), que foi considerado altista aos preços. O USDA estimou a produção de algodão daquele país na temporada 2020/21 em 14,95 milhões de fardos, ante 15,95 milhões no relatório anterior. As exportações deverão ficar em 15,25 milhões de fardos em 2020/21, ante 15 milhões no mês passado. Os estoques finais norte-americanos foram previstos em 4,6 milhões de fardos para a temporada 2020/21, ante 5,7 milhões no mês anterior.

TRIGO Aperto da oferta global mantém preços em alta no Brasil

Gabriel Nascimento - [email protected]

Após um volume considerável de vendas de trigo no mercado brasileiro, os produtores estão retraídos, atentos às safras de verão. As vendas visavam, justamente, abrir espaço nos armazéns para as culturas que devem começar a ser colhidas nas próximas semanas. Os preços registram alta, mesmo com a retração do dólar, devido à menor oferta. A oferta é re...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!