Na Hora H

UMA EVOLUÇÃO NECESSÁRIA PARA O SETOR AGRÍCOLA BRASILEIRO

Ninguém contesta que o Brasil foi o primeiro país tropical do globo a ter a sua autossuficiência na produção de alimentos. E, mais do que isso, desenvolver uma agricultura e uma pecuária altamente sustentável e competitiva. Os fatos comprovam especialmente pelos resultados obtidos nestes últimos 45 anos. De importadores de mais de um terço que consumíamos, hoje alimentamos mais de um bilhão e meio de pessoas nos cinco continentes, em mais de 170 países. Foi, sem dúvida, a ciência, a tecnologia e as inovações aqui geradas pelas nossas instituições de pesquisa, a Embrapa, as nossas universidades, instituições estaduais de pesquisa e a iniciativa privada, que se integraram, em meados da década 1970, num esforço gigantesco e conseguiram o feito inolvidável que poucos acreditavam. Esta fase teve evidentemente a coordenação de um esforço governamental com o importante e necessário apoio para que além dos recursos financeiros alocados a estas instituições, houve também a área governamental de aperfeiçoar e inovar nos instrumentos de políticas agrícolas. Inclusive precisando criar e desenvolver um sistema nacional de assistência técnica para um crédito rural dirigido, e assim viabilizar de forma mais rápida possível a transferência das inovações geradas pela nossa pesquisa integrada. Desta forma, os resultados rapidamente apareceram, como também rapidamente chegaram aos produtores dispostos a inovar e realizar as mudanças tão desejáveis de uma agricultura extrativa, para que fosse transformada numa competitiva agricultura de mercado impulsionada pela ciência e pela tecnologia. Não é que o Governo estivesse nadando em recursos financeiros para se atingir tal objetivo. Ao contrário, o País nas décadas de 1960 e 1970 estava com sua economia correndo riscos de não conseguir atender as demandas de importação de alimento de um lado. E de outro a violenta crise do petróleo, visto que éramos d...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!