Espaço do Leitor

Mercados do café

Olá, gostaria de saber quais são os principais compradores de café do Brasil. Grata pela informação.

Julieta de Moura Sorocaba/SP

R – Prezada Julieta, os principais destinos dos cafés do Brasil, no ano de 2019, foram os Estados Unidos, com 7,9 milhões de sacas, que corresponderam a 19,4% do total das exportações brasileiras, seguidos da Alemanha, com 6,8 milhões de sacas (16,7%). Em terceiro, a Itália, com 3,6 milhões (8,8%), seguida pelo Japão, que importou 2,6 milhões de sacas (6,4%). Na sequência, aparecem Bélgica, com 2,5 milhões (6,2%); Turquia, com 1,2 milhão (2,9%); Rússia, com 1,1 milhão (2,6%); México, com 951 mil sacas (2,3%); Reino Unido, com 941 mil (2,3%); e Canadá, com 900,2 mil (2,2%). Os cafés do Brasil foram exportados para 128 países em 2019 e atingiram o volume físico de 40,6 milhões de sacas de 60 kg, o que gerou US$ 5,1 bilhões de receita cambial. O volume exportado teve acréscimo de 13,9% em relação ao de 2018, segundo o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé).


Benefícios da gessagem

Quais são os principais benefícios do uso do gesso em solos agrícolas? Obrigado.

João Guilherme Fontoura Sidrolândia/MS

R – Caro João Guilherme, o gesso, devido à sua composição química de sulfato de cálcio natural hidratado, contém cálcio e enxofre, que são dois nutrientes essenciais das plantas, qualificados como secundários aos principais elementos: nitrogênio, fósforo e potássio. O gesso é um produto que não deve ser comparado ao calcário, pois não afeta o pH do solo. Pelo contrário, é uma fonte de cálcio e enxofre para nutrir os vegetais, embora a ingestão de cálcio possa, às vezes, ajudar na agregação do solo. O engenheiro-agrônomo Valter Casarin, da iniciativa Nutrientes para a Vida, cita alguns benefícios da gessagem: fornece cálcio e enxofre; reduz a saturação de alumínio em subsuperfície; aprofunda o sistema radicular; melhora a distribuição do sistema radicular; melhora a absorção de água e nutrientes; e promove uma maior tolerância a veranicos.