Primeira mão

Histórico

A estimativa do Valor Bruto da Produção Agropecuária – a renda antes da porteira – de 2019 foi de R$ 617 bilhões (dados até novembro), o mesmo de 2017, o maior até então. E com um crescimento de 2,1% sobre 2018 (R$ 604,5 bilhões). A pecuária se destacou, com expansão de 7,8%, para R$ 213,7 bilhões, enquanto o número das lavouras atingiu R$ 403,2 bilhões, uma pequena queda ante 2018. Destaque às culturas algodão (+16,6%), feijão (55,9%) e milho (24,3%).


“Precisaremos fazer mais com menos. O mundo terá 8,5 bilhões de pessoas em 2030, sendo que 50% da classe média global estará no Sudeste Asiático. A demanda por alimentos crescerá em 30%; a de água, em 40%; e a de energia, em 50%. Teremos que ser muito melhores do que fomos até agora.”

Celso Moretti, presidente da Embrapa, em entrevista à seção O Segredo de Quem Faz desta edição.

“Temos que tirar o pequeno agricultor do patamar de baixa tecnologia, de baixa renda. Os pequenos agricultores precisam entrar no sistema produtivo como a grande agricultura comercial faz. Vamos fazer isso através da ciência, da tecnologia, da pesquisa da nossa Embrapa, levando a eles tudo o que o produtor empresarial foi buscar nessa tecnologia.”

Tereza Cristina, ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, na abertura do Agrocenário 2020, em Brasília


Otimismo responsável no RS A demanda internacional pelos produtos brasileiros

A demanda internacional pelos produtos brasileiros – sobretudo a chinesa – e a valorização das commodities são elementos que contribuem para a construção de perspectivas positivas para o agronegócio em 2020. A projeção do Sistema Farsul (Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul) é de que o PIB agropecuário brasileiro cresça 2,96%, enquanto o PIB agropecuário gaúcho deve atingir 7,46%. Em caso de clima favorável, a estimativa é que o Estado possa colher uma safra recorde, de 35,4 milhões de toneladas, +2,1% sobre 2019. “Estamos olhando para o futuro com mais fé e confiança no potencial da nossa produção. É um momento de otimismo responsável”, analisou o presidente do Sistema Farsul, Gedeão Pereira, na tradicional avaliação de final de ano.


Política Agrícola em livro

Distribuído em 20 capítulos, o livro Política Agrícola no Brasil – O Agronegócio na Perspectiva Global veicula uma visão esclarecedora desse ambiente a partir da experiência dos autores, que são referência nos temas abordados. É uma obra essencial para lideranças, produtores, formuladores de políticas, professores, estudantes e profissionais de empresas do setor. Interessados podem adquirir o livro via [email protected]


Especiais em alta

A indústria brasileira de fertilizantes especiais previa crescimento de 12% nas vendas em 2019. O levantamento é da Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal (Abisolo). O segmento mantém, assim, expansão de vendas na casa dos dois dígitos, o mesmo dos últimos quatro anos, e, conforme a associação, retrata o “expressivo e constante aumento na taxa de adoção das novas tecnologias de nutrição vegetal por parte da maioria dos agricultores, que reconhecem cada vez mais os impactos positivos de tais insumos na performance da produção”.


93,5

Bilhões de reais. O valor das contratações das operações de crédito oficial nos cinco primeiros meses da safra 2019/20 (de julho a novembro), alta de 6% na comparação à safra anterior. Com destaque às operações de investimento, de R$ 23,2 bilhões (+16%), além de custeio, R$ 54,1 bilhões (+5%); e industrialização, R$ 6,1 bilhões (+61%). Já a comercialização registrou R$ 9,9 bilhões (-22%). Os produtores “médios” contrataram R$ 12,58 bilhões na modalidade custeio (+33%) e R$ 1,27 bilhão na de investimento (+41%) pelo Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp).