Primeira mão

Histórico

A estimativa do Valor Bruto da Produção Agropecuária – a renda antes da porteira – de 2019 foi de R$ 617 bilhões (dados até novembro), o mesmo de 2017, o maior até então. E com um crescimento de 2,1% sobre 2018 (R$ 604,5 bilhões). A pecuária se destacou, com expansão de 7,8%, para R$ 213,7 bilhões, enquanto o número das lavouras atingiu R$ 403,2 bilhões, uma pequena queda ante 2018. Destaque às culturas algodão (+16,6%), feijão (55,9%) e milho (24,3%).


“Precisaremos fazer mais com menos. O mundo terá 8,5 bilhões de pessoas em 2030, sendo que 50% da classe média global estará no Sudeste Asiático. A demanda por alimentos crescerá em 30%; a de água, em 40%; e a de energia, em 50%. Teremos que ser muito melhores do que fomos até agora.”

Celso Moretti, presidente da Embrapa, em entrevista à seção O Segredo de Quem Faz desta edição.

“Temos que tirar o pequeno agricultor do patamar de baixa tecnologia, de baixa renda. Os pequenos agricultores precisam entrar no sistema produtivo como a grande agricultura comercial faz. Vamos fazer isso através da ciência, da tecnologia, da pesquisa da nossa Embrapa, levando a eles tudo o que o produtor empresarial foi buscar nessa tecnologia.”

Tereza Cristina, ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, na abertura do Agrocenário 2020, em Brasília


Otimismo responsável no RS A demanda internacional pelos produtos brasileiros

A demanda internacional pelos produtos brasileiros – sobretudo a chinesa – e a valorização das commodities são elementos que contribuem para a construção de perspectivas positivas para o agronegócio em 2020. A projeção do Sistema Farsul (Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul) é de que o PIB agropecuário brasileiro cresça 2,96%, enquanto o PIB agropecuário gaúcho deve atingir 7,46%. Em caso de clima favorável, a estimativa é que o Estado possa colher uma safra r...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!