Herbert & Marie Bartz

A CHEGADA À AFRICA: UM MUNDO DESCONHECIDO

Pois vamos dar continuidade à aventura nas terras africanas. Chegamos a Maputo, capital de Moçambique, em 16 de outubro (um dia após a eleição no país). No mesmo dia, pegamos um voo interno para a cidade de Beira, que foi uma das principais cidade atingidas pelo ciclone tropical Idai, em março, com ventos que chegaram a 195 km/h. Passamos o dia 17 de outubro na cidade para compra de materiais para os trabalhos de campo e de mantimentos. Qual a minha impressão, sinceramente? Bastante, mas bastante caótico. Entendo que há questões ainda a serem solucionadas devido à problemática do ciclone, mas se percebe que parte é cultural e organizacional mesmo.

Me assustou a quantidade de lixo jogado nas ruas e as edificações – a grande maioria, do tempo colonial – sucateadas e em deterioração. (Moçambique foi, por muito tempo, colônia de Portugal, e este assunto – colônias – merece ser expresso em outra coluna.) E mesmo para a compra de materiais, coisas simples para nós, no nosso dia a dia, aqui é impossível de encontrarmos (sacos plásticos resistentes para amostras de solo, bandejas para triagem etc.). Mas até encontrei bolacha brasileira aqui (risos) e não me senti tão distante assim de minha terra, porque a língua também temos em comum. Enfim... Por mais chocante que seja, é algo necessário e que deve ser visto para podermos conhecer e entender a diversidade de culturas que existe em nosso planeta, porque nem tudo são flores.

No dia seguinte, 18 de outubro, na hora do almoço, seguimos de carro para o Parque Nacional de Gorongosa (PNG). Um trecho de cerca de 205 quilômetros e que foi um percurso longo em tempo. País desconhecido, direção na direita e trânsito invertido ajudaram nisso. Novamente, impressionante, pois não vimos “cidades” como as que estamos acostumados na nossa organização. Passamos por alguns povoados, mas a maior parte das edificações é de barracos com as paredes feitas ...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!