O Segredo de quem faz

LIDERANÇA além do campo

Denise Saueressig
[email protected]

A engenheira-agrônoma e produtora Celi Webber Mattei é a responsável técnica da Sementes Webber, empresa de mais de 60 anos e que tem sede em Coxilha, na região do Planalto Médio do Rio Grande do Sul. Seguindo os passos dos pais, que iniciaram o trabalho, ela administra, em conjunto com os dois irmãos, a produção de sementes de soja, milho, trigo e cevada em uma área cultivada de pouco mais de 2 mil hectares. Mas a atenção de Celi vai além das lavouras. Além de ser engajada em atividades voltadas para as mulheres do agro, ela também se preocupa com a melhoria da qualidade de vida dos colaboradores da empresa e da comunidade de Coxilha. Nesta entrevista, a produtora conta sobre o trabalho no campo e no projeto de responsabilidade social que ultrapassa os limites da propriedade.

A Granja — Qual é o histórico da sua família na agricultura?
Celi Webber Mattei
— Os negócios foram iniciados pelo meu pai, Setembrino, e pela minha mãe, Dirce, na década de 1950, em Coxilha, onde estamos até hoje. Eles começaram com suínos, gado e um pouco de trigo, e, alguns anos depois, passaram a cultivar a soja. Na década de 1970, meu pai foi aos Estados Unidos para entender mais sobre a soja. Ele voltou muito empolgado. Aliás, nosso sucesso se deve muito à paixão que ele sempre teve pela agricultura. É um empreendedor dedicado, atento à gestão, calcula os riscos, sabe investir nas horas certas. Em 1976, teve início a construção da primeira Unidade de Beneficiamento de Sementes (UBS) e, em 2012, foi instalada a segunda UBS, com 10 mil metros quadrados de estrutura e equipada para o tratamento de sementes industriais.

A Granja — E, atualmente, qual é a estrutura dos negócios?
Celi
— Hoje, trabalhamos com sementes de soja, milho, trigo e cevada. Também produzimos grãos de milho que são destinados à fab...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!