Notícias da Argentina

ENCERRAMENTO DE UMA SAFRA HISTÓRICA

Notícias

A Secretaria de Governo da Agroindústria informou que a colheita total da campanha agrícola 2018/2019 alcançará 147 milhões de toneladas, o que representa um recorde absoluto para a produção agrícola da Argentina, segundo os registros históricos. O secretário da pasta, Luis Miguel Etchevehere, destaca que “tanto o milho quanto o trigo terão produções recordes, de 57 milhões de toneladas e de 19,5 milhões de toneladas, respectivamente. Isso reflete a paridade entre gramíneas e soja, fundamental para a sustentabilidade do sistema produtivo e para o cuidado dos nossos solos”, frisa. Etchevehere lembrou que, após sofrer a pior seca dos últimos 50 anos, essa conquista é “mérito dos produtores e da cadeia que voltaram a confiar e investiram para alcançar o recorde histórico”.

ESTADO FICA COM 57% DA RENDA DO PRODUTOR

A cada três meses, a Fundação Agropecuária para o Desenvolvimento da Argentina apresenta seu “Índice Fada”. Esse relatório mede quanto da renda agrícola é deixado para o Estado. A medição de junho de 2019 revelou que 56,9% da renda é retida pelos diferentes níveis estaduais. Em outras palavras, de cada 100 pesos, 56,9 vão para os gover nos: municipal, provincial ou nacional. Enquanto a média ponderada das safras em todo o território nacional é de 56,9%, a participação do Estado na renda, por cultura, é de 65,3% na soja, 46,4% no milho, 50,1% no trigo e 70,1% no girassol. Segundo o economista-chefe da Fada, David Miazzo, as diferenças entre as culturas se devem aos impostos.

EXPECTATIVA DE UM NOVO RECORDE NO TRIGO

Desde o início da temporada, o clima esteve quase totalmente favorável ao plantio de trigo na Argentina, e, em 15 dias, foram implantados praticamente 2 milhões de hectares, segundo o relatório mensal da Bolsa de Comércio de Rosário. A área para o ciclo 2019/2020 foi ajustada para 6,87 milhões de hectares, o que representa a maior superfície dos últimos 18 anos. A produção é estimada em 21,5 milhões de toneladas.


Milho

A Bolsa de Comércio de Rosário informa que as geadas ativaram a colheita de milho na zona central de produção do país. Em Monte Buey, por exemplo, as lavouras tardias começaram a ser colhidas com 20% de umidade e renderam produtividades entre 11 mil e 12 mil quilos por hectare.


Soja

Foi finalizada, na região central, do país a colheita da segunda safra de soja, muito afetada pelos excessos de chuva, segundo a Bolsa de Comércio de Santa Fé. A área semeada foi de 511,5 mil hectares, e, a área colhida, de 419,4 mil hectares. No entanto, a produção teve aumento em torno de 400 mil toneladas, chegando a 1,15 milhão de toneladas .


Carne

As exportações de carne bovina para a China cresceram 106% nos primeiros cinco meses do ano, em relação ao mesmo período de 2018. O preço médio FOB por tonelada para o período foi de aproximadamente US$ 9,12 mil para cortes refrigerados desossados e de US$ 4,5 mil para cortes desossados congelados. A China leva mais de 70% das exportações de carne da Argentina.


Leite

Na província de Córdoba, existem cerca de 2,8 mil propriedades leiteiras, o que representa 34% dos estabelecimentos do país e a liderança na produção, com 3,4 bilhões de litros por ano. “O tambo é um gerador de riqueza e o Registro de Produtores de Laticínios é uma ferramenta estratégica para o desenvolvimento de políticas públicas”, diz o ministro da Agricultura de Córdoba, Sergio Busso.