Notícias da Argentina

VENDA DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS: QUEDA NO VOLUME E INCREMENTO NA RECEITA

Notícias

Ainda que o volume tenha apre-sentado redução, a venda de máqui-nas agrícolas alcançou uma receita de 9,6 bilhões de pesos no primeiro tri-mestre do ano, com um incremento de 62,5% em relação ao mesmo período de 2018. As colheitadeiras participa-ram com 39% do faturamento total, enquanto os tratores tiveram uma par-ticipação de 33%, segundo o Informe da Indústria de Máquinas Agrícolas do Instituto Nacional de Estatísticas e Censos da Argentina (Indec). Nas co-lheitadeiras, o aumento da receita foi de 77,7%, e, nos tratores, de 43,6%. A comercialização de semeadoras aumentou 43,9%, com faturamento 123,7% maior no primeiro trimestre de 2019. Nos três primeiros meses deste ano, os tratores de produção na-cional tiveram 73,1% de participação no mercado. Nas colhedoras, o índice ficou em 66,2% e, nos implementos, em 83,5%. Os resultados, que são creditados aos rendimentos obtidos nas lavouras, levam a indústria do país a ter expectativas positivas para o decorrer do ano.

TRIGO TEM EXPECTATIVA DE CRESCIMENTO NA ZONA NÚCLEO

A Bolsa de Valores de Rosário informou que a principal zona pro-dutora do país está sendo conver-tida em uma grande área de trigo. Na última safra, o plantio foi re-corde na área, mas os rendimentos ficaram longe do ideal, devido às geadas e às baixas temperaturas. Mesmo assim, 4,7 milhões de to-neladas de trigo foram produzidas na região central. Para este novo ciclo, é esperada uma área ainda maior e também melhores rendi-mentos. Com 140 mil hectares a mais do que no ano passado, está previsto o plantio de 1,6 milhão de hectares na zona. O investimento e a tecnologia aplicada por meio dos insumos também terão incremento nesta safra. O pot...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!