Gente do Fito

UPL REFORÇA PROGRAMA PRONUTIVA NA AGROBRASÍLIA 2019

Gente

As equipes técnica e comercial da UPL estiveram na AgroBrasília, em maio, para auxiliar os agricul-tores a produzir de maneira mais sustentável e segura, justamente os objetivos do programa Pronutiva. “Nossa proposta é cuidar de todo o ciclo de cultivo de forma integrada, com soluções que contribuam para a melhor saúde vegetal das plantas”, explica Sergio Chidi, líder de inseticidas da UPL. A empresa apresentou um portfólio ainda mais completo, que une as soluções da UPL e da Arysta, com destaques aos graminicidas Select One Pack e Kenno, para o tratamento e o controle de ervas de folha estreita, ambos com formulações diferenciadas, práticos e eficientes para combater as plantas daninhas mais resistentes, e o herbicida Sanson Evo, para o milho, que possui alta eficácia e amplo espectro.


KOPPERT: SISTEMA INTEGRADO DE CONTROLE BIOLÓGICO PARA PRAGAS E DOENÇAS

Gente

Com um portfólio completo de produtos para manejo integrado de pragas e doenças nas principais culturas, a Koppert do Brasil apresentou a eficácia de suas soluções durante a AgroBrasília 2019, em maio. O estande teve campos demonstrativos de soja, milho, trigo, feijão e braquiária, onde a atuação dos inseticidas, fungicidas e nema-ticidas biológicos foi comprovada. Também houve apresentações passo a passo da aplicação dos produtos. “Nossa intenção é ampliar o conhecimento sobre controle biológico e mostrar que o manejo integrado pode ser uma alternativa viável aos agroquímicos”, explica o gerente comercial Centro Norte da Koppert, Luziário Luis da Fonseca.


BAYER EXPÕE PORTFÓLIO INTEGRADO NA AGROBRASÍLIA

Gente

A Bayer participou da AgroBrasília, no mês passado, para apoiar o produ-tor do Planalto Central no pla-nejamento da próxima safra, apresentan-do todo seu portfólio in-tegrado de sementes e biotecnologias, proteção de cultivos e serviços, além de ferramentas digitais. De acordo com a engenheira-agrônoma da Bayer, Thais Costa, o agricultor da região busca alta tecnologia para alavancar sua produtividade, já que, em sua maioria, são produtores de sementes. “São, em sua maioria, médios e grandes empresários que buscam fechar negócios na feira que apoiem a tomada de decisão para a próxi-ma safra”, ressalta.


CORTEVA AGRISCIENCE NA EXPOARROZ TECHA

Gente

A Corteva, Divisão Agrícola DowDuPont, parti-cipou da sexta edição da Expoarroz Tech 2019, em Pelotas/RS, no mês passado, evento que abordou questões fundamentais para o debate das novas tecno-logias no setor orizícola, além de hábitos alimentares e a qualidade do arroz nacional. Entre as atrações da programação, foi promovido o painel “Exportação de Arroz e Limites Máximos de Resíduos”, apresen-tado pela especialista global de resíduos da Corteva Agriscience, Denise Cerqueira.


ALBAUGH FECHA COM AGÊNCIA RINO EM BUSCA DE NOVOS SALTOS

Gente

Especialista no mercado de agroquímicos pós-patente, a Albaugh fechou contrato com a agência Rino Com, que será responsável pela comunicação mercadológica atrelada ao portfólio de produtos e ainda coordenará estratégias da companhia nas redes sociais. Em apenas quatro anos de atuação no País, a Albaugh registra elevação de receitas acima de 155%. “A proposta da Albaugh, desde sua chegada ao Brasil, é a de revolucionar o mercado de agroquímicos pós-patente. Já demos passos importantes nesse sentido, e o momento requer ainda mais inovação, com vistas a um novo ciclo de crescimento, daí a nossa opção pela Rino, agência reconhecida pelo comprometimento com os resultados de seus parceiros”, ressalta Daniel Friedlander, gerente de Marketing da Albaugh.


FMC REFORÇA PIONEIRISMO E PROMOVE TOUR GIGANTES DO ALGODÃO

Gente

Reconhecida como uma das principais provedoras de soluções tecnológicas para a cultura do algodão, a FMC promove, em maio e junho, mais uma edição do Tour Gigantes do Algodão. “A FMC tem uma forte ligação com a história do algodão no Brasil. O Tour Gigantes do Algodão é realizado há 14 anos, portanto, já se tornou um evento tradicional no calendário do setor. Neste ano, realizaremos sete eventos em diversas regiões produto-ras, onde serão visitadas áreas nas quais foram empregadas novas tecnologias e propostas de manejo. Iremos apresentar os compartilhar informações sobre benefícios de novas tecnologias, assim como debater sobre os desafios que ainda temos pela frente”, comenta o gerente de Produto da FMC, Adelino Thomazini.


HELM APRESENTA PORTFÓLIO NA 45ª EXPOCITROS

Gente

A Helm do Brasil estará na 45ª edição da Expocitros, um dos maiores eventos em citros, em Cordeirópolis/SP, neste mês, com equipe para atender o público e exibir todos os seus produtos para a cultura. O portfólio terá inseticidas, herbicidas, fungi-cidas e a novidade do ano, a ferramenta de agricultura de precisão chamada SkyFLD. “Nosso estande contará com uma série de produtos especializados para a cultura de citros, e também teremos a demonstração da ferramenta digital SkyFLD para os citri-cultores que nos visitarem”, diz Sebastian Lueth, diretor comercial da Helm do Bra-sil. O visitante poderá conferir o Helmstar Plus, fungicida amplamente utilizado na citricultura e essencial para o controle da podridão floral dos citros, promovendo maior sanidade, qualidade de frutas, assim como produtividade para a cultura.


DANINHAS, DOENÇAS E PRAGAS NO TECNUFARMA

Gente

A direção da Nufarm recebeu no encon-tro tecnológico TecNufarm, em Cuiabá, um grupo de consultores técnicos e pesquisado-res ligados a importantes fundações e insti-tutos de pesquisas do Mato Grosso. O even-to tratou do cenário atual e das perspectivas para agricultura na região, com destaque no controle de daninhas, doenças e pragas de soja, milho e algodão. Segundo Fernando Manzeppi, diretor de Marketing, o evento deu ênfase a medidas de controle de plantas daninhas, doenças e pragas nas culturas de soja, milho e algodão. E a equipe técnica da Nufarm apresentou novas informações colhidas a campo sobre o desempenho dos seguintes produtos: Carnadine e Epingle (inseticidas), Tamiz, Volna e Rivax (fungi-cidas), Crucial e ZethaMaxx (herbicidas).


Basf: melhores opções para daninhas de difícil controle

Gente

Helio Cabral, gerente de Marketing de Soja Basf

Quais são as soluções da Basf para as plantas daninhas de difícil controle no cultivo da soja?

A Basf está comprometida com o manejo eficiente das lavouras e a longevidade dos cultivos. No Brasil, aproximadamente 90% da área cultivada com soja apresenta plantas daninhas com alguma resistência ao glifosato. É importante o agricultor usar soluções com diferentes princípios ativos para evitar o desenvolvimento de resistência das plantas invasoras. A Basf oferece as melhores opções de herbicidas, especialmente para o manejo de plantas daninhas de difícil controle, como buva e capim-amargoso. Nossa principal recomendação é para que o agricultor plante “no limpo”, eliminando as plantas daninhas antes da implantação da cultura da soja. Os lançamentos mais recentes da Basf são Atectra e Amplexus.

Quais os diferenciais do Atectra para a soja, sobretudo para o controle da buva, e o que o produtor deve considerar ao utilizá-lo?

O Atectra deve ser usado na pós-emergência das invasoras e no pré-plantio da soja, respeitando o intervalo mínimo de 30 dias entre a aplicação e a semeadura da soja. O herbicida é focado em plantas daninhas de folhas largas de difícil controle, como buva, caruru, corda-de-viola, carrapicho, entre outras. A solução auxilia na manutenção do potencial produtivo da cultura, e o seu uso nesse manejo é associado ao Heat, com o qual se tem o menor índice de rebrota de plantas invasoras, principalmente da buva.

E quais os principais atributos do Amplexus para lavouras da oleaginosa, principalmente para o capim-amargoso?

O Amplexus também atua no manejo de dessecação pré-plantio da soja, com eficiência no controle de plantas daninhas de folhas estreitas e largas, com destaque para o capim-amargoso, além de capim-arroz, capim-pé-de-galinha e outras. A ino-vação tem ação sistêmica com absorção foliar e radicular. O Amplexus possui rápida absorção pelas plantas daninhas, menos de uma hora, o que diminui riscos de lavagem por chuvas. Apresenta facilidade de misturas, sem antagonismo com glifosato.

Que outras considerações você gostaria de fazer sobre a Basf, as soluções da empresa para o controle de invasoras e o cultivo da soja?

A Basf conta com um portfólio completo de soluções para o manejo correto das lavouras que atende às necessidades dos agricultores e contribuem para o legado deles. Para o controle das plantas daninhas e manejo de resistência também temos o herbicida Heat. Com rápida ação, é eficaz em plantas daninhas de folhas largas e de difícil controle. A solução da Basf também auxilia no manejo de resistência das plantas daninhas a outros herbicidas existentes no mercado com mecanismos distintos de ação. Heat apresenta flexibilidade de uso quanto à época de aplicação, podendo ser utilizado em pré-plantio na dessecação de plantas daninhas. Para a dessecação da soja, indicamos o uso do Finale. A aplicação deste herbicida dessecante proporciona uniformidade e qualidade ao grão. É importante salientar que todas as Soluções Basf contribuem para o legado da agricultura e a rentabilidade do cultivo.