Plantio Direto

Como evitar a compactação em integração LAVOURA-PECUÁRIA

Eng. Agr., Dr., Alvadi Antonio Balbinot Junior, da Embrapa Soja

No Brasil, em geral, a produção de grãos vem sendo realizada em sistemas de produção pouco diversificados, como, por exemplo, as sucessões soja/milho segunda safra, soja/milheto e soja/trigo. Os sistemas integrados de produção, especialmente a integração lavoura-pecuária (ILP), se constituem na principal estratégia para aumentar a diversificação, focando na redução de impactos ambientais e no aumento da produtividade, estabilidade e rentabilidade – intensificação sustentável. Para tanto, o sistema deve ser conduzido seguindo as indicações técnicas, a fim de obter a sinergia entre as culturas de grãos e as pastagens que compõem o sistema de produção. Uma das preocupações de produtores que utilizam a ILP é a compactação superficial do solo manejado em sistema plantio direto (SPD), em razão do pisoteio imposto pelos animais em pastejo direto. A compactação altera a estrutura do solo, aumenta a resistência mecânica ao crescimento de raízes e reduz a porosidade total, a macroporosidade, a disponibilidade de água e de nutrientes, a infiltração de água e a difusão de gases no perfil do solo, podendo reduzir significativamente a produtividade das culturas.

Plantio

Pastagem de braquiária brizanta mantida em altura recomentada de plantas para o pastoreio dos animais

Inicialmente, é importante esclarecer alguns pontos em relação à compactação que pode ser gerada pelo pisoteio de bovinos:

• O aumento da resistência à penetração (compactação) devido ao pisoteio geralmente ocorre de 0 a 10 cm de profundidade. Esse padrão pode ser verificado na Figura 1. Como os bovinos apresentam patas com aproximadamente 10 cm de diâmetro e 60 a 100 cm2 ...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!