Mecanização

Cuidados com a TOMADA DE POTÊNCIA

Mecanização

O mecanismo também chamado de tomada de força, de tantas utilidades no trabalho diário na propriedade, exige uma série de precauções para não causar acidentes. Uma pesquisa apontou que de 228 acidentes envolvendo máquinas agrícolas, 30% envolveram o dispositivo

Leonardo Casali, Marcelo Silveira de Farias, Hêmilli Kauani Ubinski Bairros, Mateus Cassol Cella, da Universidade Federal de Santa Maria/RS

No segmento agrícola faz-se necessário o uso de máquinas para auxiliar na execução das mais variadas atividades da propriedade. Neste sentido, sabe-se que o trator é a principal fonte de potência utilizada para tracionar e acionar órgãos ativos de implementos e máquinas agrícolas. Diante disso, a indústria de tratores desenvolveu um mecanismo capaz de “transmitir” a potência gerada pelo motor do trator para movimentar bombas hidráulicas, bombas de pulverização, picadores de silagem, rosca sem fim para descarga do reboque graneleiro, turbinas de uma semeadora pneumática, dentre outros tantos. Este mecanismo, popularmente conhecido como tomada de força, é denominado de tomada de potência (TDP), do termo na língua inglesa power take-off (PTO). A TDP é um eixo proveniente do motor, que passa pela transmissão e chega à parte traseira do trator. Esse eixo é autônomo a transmissão, ou seja, não tem nenhuma ligação com a transmissão da máquina e somente ao motor, com uma exceção, a ser explicado posteriormente.

O acionamento (liga e desliga) do eixo da TDP com o motor é feito conjuntamente com o sistema de embreagem do trator. Portanto, existem quatro modos de acionamento: TDP dependente, TDP independente, TDP semidependente e TDP proporcional ao deslocamento do trator. Este último, bastante utilizado com re...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!