Herbert & Marie Bartz

MUDANÇA DO CLIMA É AMEAÇA?

Herbert

Herbert & Marie Bartz

Herbert Bartz escreve: “Mudança do clima, climate change, Klimawandel, changement climatique, cambio climático... Em todas as línguas e em todos os continentes, quando essa informação aparece na mídia, o cidadão comum, no seu dia a dia nas cidades, não se preocupa muito com o que isso significa. Mas o agricultor experiente sabe que vai ter problemas. Ao longo de nossa última safra de verão, pudemos ver um exemplo clássico dessa situação. Bastaram alguns períodos de estiagem, de duas a três semanas, nas fases críticas (em geral, perto da fase de florescimento) das principais culturas – a soja e o milho –, e, quando acompanhadas de incomuns altas temperaturas, fizeram com que as culturas acabassem sofrendo severos estresses, consequentemente recaindo diretamente sobre a produtividade.

Principalmente na soja, foram observadas grandes manchas de plantas que escureceram, abortando a maior parte das flores e das vagens. As temperaturas medidas, perto do solo, acusaram números de 40°C a 46°C. Os rendimentos dos primeiros lotes colhidos apresentaram perdas de 20% a 50%, sendo que houve áreas que nem foram colhidas. Desnecessário falar da preocupação dos agricultores, porque uma queda de 30% do rendimento representa, para o agricultor, um ano todo perdido, tendo em vista o alto custo dos insumos. O problema se agrava porque o seguro dificilmente cobre esse tipo de prejuízo. De que forma a agricultura consegue se defender contra as consequências das ‘mudanças climáticas’? O atento observador percebe que existe uma grande diversificação entre as diferentes variedades de soja. Em termos gerais, as variedades de ciclo curto sofrem mais estresse hídrico e com o calor do que as variedades de ciclos médio e tar...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!