Agribusiness

CAFÉ Mercado volta a romper linha de US$ 1 em NY

Agribusiness

Lessandro Carvalho - [email protected]

Os preços do café arábica voltaram a cair em fevereiro na Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE Futures US), que baliza a cotação internacional. O mercado rompeu para baixo a importante linha técnica e psicológica de US$ 1 por libra-peso ao longo do mês. Até o dia 25, NY acumulava uma desvalorização de 8,4%, tomando por base o contrato maior. O dólar firme contra o real e outras moedas, e a oferta tranquila para os consumidores foram fatores determinantes para a pressão sobre as cotações. O mundo vive um período de superávit na oferta contra a demanda. O Brasil colheu safra recorde em 2018, e outras origens também vieram com produções fortes. A expectativa é de uma safra brasileira menor em 2019, mas, ainda assim, deve ser boa. Segundo o consultor de Safras & Mercado Gil Barabach, é fato que o recorde na produção mundial acaba gerando um superávit na oferta. “E esse excesso leva a estoques mais altos, distribuídos entre produtores e importadores, levando a uma postura diferente por parte do comprador, que tem trabalhado da mão para a boca, buscando, justamente, diluir a reserva acumulada nas temporadas anteriores em meio ao seu fluxo de aquisições na safra atual”, comenta. A expectativa de produções futuras ainda grandes e suficientes para atender ao abastecimento eleva a tranquilidade da demanda, favorecendo essa estratégia.


ALGODÃO Preços enfraquecidos e pouca competitividade no exterior

Agribusiness

Rodrigo Ramos - [email protected]

O...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!