O Segredo de Quem Faz

Um novo PLANO AGRÍCOLA no horizonte

Leandro Mariani Mittmann
[email protected]

Mudanças relevantes para os futuros planos agrícola e pecuário estão em discussão em Brasília. E já deverão haver novidades na edição 2019/2020. “Uma delas (prioridades) é melhorar o seguro-safra, diminuindo as taxas de juros e ampliando a oferta, para que o agricultor se sinta mais confortável. E, claro, discutir uma fonte de financiamento para os grandes produtores, para que não sejam obrigados a se financiar com as taxas de juros do mercado livre”, explica Tereza Cristina, ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, nesta entrevista exclusiva em que aborda, ainda, outras demandas fundamentais ao agronegócio brasileiro, como a importância dos mercados externos, seja a manutenção/ampliação dos atuais, seja a conquista de novos. A ministra entende muito sobre os anseios do produtor e da agricultura, pois, antes de assumir a pasta, a deputada do DEM pelo Mato Grosso do Sul era presidente da combativa Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). A engenheira-agrônoma teve, ainda, passagens em empresas multinacionais e em instituições classistas, além de ter sido secretária de Desenvolvimento Agrário, Produção, Indústria, Comércio e Turismo do MS.

O

A Granja — A nossa principal reportagem da edição de março é sobre o crescimento do protagonismo da mulher no agronegócio. Quais os diferenciais da participação feminina nas demandas do campo, sobretudo em funções de liderança, como é o seu caso?

Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias — Sempre exerci essa atividade que herdei de meus pais com naturalidade e, talvez, por isso também, me coloco nas situações em condição de igualdade para debate...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!