Gente do Fito

BAYER APRESENTA A TECNOLOGIA INTACTA 2 XTEND A PRODUTORES GAÚCHOS

Gente

O município de Passo Fundo/RS sediou a etapa gaúcha (são seis no Brasil) do evento Gigantes da Soja, promovido pela Bayer para mostrar a produtores convidados em campos de testes da empresa os resultados do que a Bayer chama de “terceira geração da biotecnologia” e também de “nova era da soja: a tecnologia Intacta 2 XTend”, que congrega, na mesma semente de soja, além da histórica tolerância ao herbicida glifosato, também tolerância ao herbicida dicamba, o que permitirá melhor manejo de daninhas de folha larga, como a cada vez mais resistente buva, além de picão--preto, caruru e cordade- viola. Além disso, a planta com a tecnologia Intacta 2 XTend, a partir da inclusão de uma terceira proteína, também passa a ser resistente a duas novas lagartas, a Helicoverpa armigera e a Spodoptera cosmioides – e, dessa forma, são seis as lagartas das quais a planta estará protegida. “É mais uma ferramenta ao produtor”, anunciou Fábio Passos, gerente de Lançamentos da Intacta 2 XTend. A tecnologia só deverá ser lançada comercialmente na safra 2021/22, visto que antes precisa ser aprovada pelo governo chinês, principal importador da oleaginosa. A próxima etapa, já na safra 2019/20, será o plantio em campos de testes de cerca de 300 produtores por todo o Brasil, que cultivarão de dois a cinco hectares cada, para que a tecnologia seja melhor observada e comprovada a campo. A Granja esteve no evento a convite da Bayer

 

NUTRIÇÃO INOVADORA: ARYSTA COM SOLUÇÕES PARA MILHO

Gente

A Arysta participou do segundo dia de campo de verão da I.Riedi, mês passado, em Toledo/PR, com suas soluções para nutrição inovadora e tratamento de sementes para a cultura do milho safrinha. Os destaques foram os herbicidas Select One Pack e Kennox, além do fungicida Vitavax e do fisioativador Biozym, o herbicida Sanson Evo para o milho. Esses produtos fortalecem ainda mais o portfólio da Arysta para proteção das plantas e manejo das ervas daninhas mais resistentes, que incluem os fisioativadores Foltron e KFol, e o inseticida Orthene, entre outros produtos. “Para a Arysta, oferecer as melhores tecnologias ao produtor para o manejo eficiente é poder fazer parte da sua evolução e proporcionar que suas expectativas sejam atendidas, o que nos aproxima cada vez mais. Somos uma empresa parceira, que conhece o negócio e está comprometida com a busca de soluções inovadoras e confiáveis”, ressalta Ricardo Dias, gerente de Marketing da Região Sul.

UPL APRESENTA SEU PORTFÓLIO NA SAFRATEC

Gente

O município de Floresta/PR recebeu o encontro de soluções em agronegócio Safratec, evento em campo aberto que expôs soluções e novidades tecnológicas de empresas. A UPL apresentou seus conceitos de Manejo de Percevejos e de Doenças na Soja, com ênfase na ferrugem asiática, além de controle de plantas daninhas, explica Edson Pitta, gerente de Marketing de Cultivos Sul da UPL: “O controle eficiente de pragas e doenças em tempos de resistências, inclusive em cultivos geneticamente modificados, deve considerar uma combinação de diferentes mecanismos de ação, tanto para reduzir a população resistente já presente nas áreas produtoras quanto para evitar que haja a seleção dessa população onde ela ainda não ocorre. Para tal, a UPL conta com conceitos de Manejo, aplicando suas soluções de forma eficiente para esses fins”.

BASF: LAVOURA DE SOJA EM FASE FINAL EXIGE MANEJO EFICIENTE

Gente

A safra 2018/19 de soja está sendo desafiadora para os produtores sul-mato-grossenses. O clima chuvoso na época do plantio e seco no desenvolvimento pode reduzir a produtividade. A maior parte das plantações está em fase final de ciclo, e o pico da colheita ocorre agora em fevereiro. “Diante desse cenário, o manejo eficiente de pragas, doenças e plantas daninhas é indispensável para melhorar e alcançar bons resultados nesta safra. O agricultor que investir em tecnologia vai produzir melhor”, explica Helio Cabral, gerente de Marketing Soja da Basf. “As infestações de capim-amargoso resistente estão cada vez mais comuns. É preciso usar herbicidas específicos para o controle de plantas de folhas estreitas, como o Amplexus. Quando a infestação for de buva ou caruru, ambas plantas de folhas largas, é mais indicado o herbicida Atectra”, complementa.

CORTEVA APRESENTA BIOTECNOLOGIA, SEMENTES E PROTEÇÃO NA SHOWTEC

Gente

A Corteva Agriscience, Divisão Agrícola que resultou da fusão Dow e DuPont, apresentou, na ShowTec, feira em Maracaju/MS, no mês passado, novas tecnologias e soluções para lavouras sustentáveis e mais produtivas. Os visitantes do estande foram impactados por um ambiente moderno e tecnológico desenvolvido para o evento. “A Corteva tem um portfólio completo, oferecendo soluções para os cultivos mais importantes do País e por meio de uma estratégia de multicanais. Por essa razão, a participação em eventos como a ShowTec é muito importante para a companhia por permitir a apresentação de nossas soluções, demonstrando como a inovação pode contribuir para uma agricultura ainda mais eficiente”, destacou Roberto Hun, presidente da Corteva no Brasil e no Paraguai.


“A FMC busca estar cada vez mais próxima do agricultor”

Gente

Shandrus Carvalho, diretor de Marketing da FMC

Quais as perspectivas e o foco de trabalho da FMC para 2019?

O mercado de produtos para proteção de cultivos no Brasil é um dos maiores do mundo e com horizonte de crescimento consistente, o que traz transformações e oportunidades constantemente. Em 2019, continuaremos investindo e desenvolvendo soluções inovadoras de manejo integrado para os produtores rurais. Estamos em um momento de consolidação – com a aquisição recente – e aumentamos nossa participação em todos os mercados, especialmente em inseticidas, além de possuirmos maior alcance e equilíbrio regional, e mecanismos de inovação para todas as descobertas de P&D.

A empresa terá prioridade em alguma área de atuação na agricultura brasileira em 2019?

A FMC se estruturou de forma a atender aos diversos segmentos de cultivos que existem no Brasil e busca estar cada vez mais próximo do agricultor no intuito de entender melhor suas necessidades e prover soluções adequadas. Temos um portfólio bastante robusto para diversas culturas e com grandes oportunidades de crescimento em soja, milho, café, HF, além de reforçar nossa presença em cana-de-açúcar, algodão, tabaco, arroz, trigo e citros. Nosso foco é ser relevante e referência nos segmentos que sabemos que podemos atender bem nosso cliente, como, por exemplo, a proteção a cultivos contra insetos e lagartas, nematicidas de solo e proteção de sementes, produtos de maior valor agregado e sustentáveis ao meio ambiente, como os biológicos, herbicidas pré e pósemergentes e alguns fungicidas bastante competitivos com os líderes de mercado em performance e custo. Estamos focados em inovação em tudo o que fazemos, não somente na capacidade de descobrimento e desenvolvimento de novas moléculas, mas também no modo de agir e pensar. Queremos continuar sendo uma companhia flexível e ágil para poder atender cada vez mais nosso cliente. E não menos importante, queremos trabalhar e desenvolver nossos talentos, pois são as pessoas que fazem a diferença no dia a dia de uma empresa.

A empresa irá apresentar alguma novidade/algum lançamento no primeiro semestre?

A partir deste ano, apresentaremos um novo estande nas feiras e dias de campo que participamos. O novo espaço propicia experiências que relacionam inovação e performance, com intuito de aproximar os produtores da realidade FMC, ressaltando nossa expertise em pesquisa e desenvolvimento. Fizemos grandes lançamentos nos últimos dois anos e temos um dos melhores portfólios de inseticidas, nematicidas e herbicidas do mercado, além de grande foco nos biológicos. O pipeline global da FMC de novos produtos para os anos que seguem foi eleito, mais de uma vez, como o melhor portfólio de inovação em proteção de cultivos mundialmente. O mercado pode esperar grandes novidades de produtos da FMC nos próximos anos.