Especial Bartolomeu Braz Pereira

O que o produtor ASPIRA para 2019

Especial

Setor prevê que o novo Governo reduza gastos públicos, invista na infraestrutura, amplie os parceiros comerciais e as relações bilaterais, e, assim, deixe o ambiente de negócios mais transparente. O cenário no campo é positivo, apesar de incertezas, como a guerra comercial EUA x China e a peste suína africana na China – situações que impactam a compra de soja

Bartolomeu Braz Pereira, presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil)

De modo geral, o sentimento do produtor rural para 2019 é de otimismo em relação às mudanças no comando do Brasil e às reformas estruturantes que devem ser adotadas para a modernização do País a partir deste mês. A esperada retomada do crescimento sustentado, resultado de políticas de incentivo à maior eficiência do Estado, deve favorecer o ambiente de negócios para o setor produtivo rural e aumentar substancialmente a competitividade do agronegócio brasileiro, maior exportador mundial de alimentos. Para produtores, entidades do setor produtivo e parlamentares, há grandes obstáculos a serem enfrentados, a começar por uma solução definitiva em relação ao Funrural, que, desde março de 2017, atormenta os produtores diante da decisão do Supremo Tribunal Federal que considerou a cobrança constitucional, contrariando entendimento anterior da própria Suprema Corte. Do STF deve sair uma decisão muito aguardada pelo setor produtivo, que é o fim da cobrança de multas às empresas em relação ao tabelamento do frete, medida instituída pelo Governo passado para por fim à greve dos caminhoneiros e que por pouco não comprometeu o plantio da safra 2018/19.

O tabelamento de frete travou nossa comercialização de soja em 30% – quando dever...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!