Especial Marcelo Vieira

As PRIORIDADES do novo Governo

Especial

A nova organização e a nova equipe no Ministério de Agricultura deverão fazer o País avançar na reestruturação regulatória para se consolidar na liderança no suprimento global de alimentos. Na economia, os indicativos são de crescimento. Mas há muitos desafios, a exemplo, melhorar o ensino no interior, além de oferecer maior segurança no campo

Marcelo Vieira, presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB)

Quem bem conhece a dinâmica do agronegócio brasileiro já sabia que, antes mesmo de começar, 2018 já reservava grandes desafios para o setor. Em um cenário político-econômico ainda imprevisível, era necessário superar as consequências da Operação Carne Fraca para a imagem da nossa produção no mercado internacional. Em maio, uma greve de caminhoneiros sem precedentes representou um valioso alerta sobre os preços e as burocracias que inviabilizam a atividade produtiva. Tivemos novas decisões e controvérsias acerca da lei do Funrural e determinações judiciais que prejudicaram os produtores rurais, como a suspensão do embarque de animais vivos no Porto de Santos/SP e a proibição do manejo de javalis. Mesmo em um cenário desafiador, transformamos desconfiança e pessimismo em resultados positivos. O setor foi destaque nas exportações, com receita de US$ 93,3 bilhões até novembro, alta de 4,6% em relação ao mesmo período do ano anterior. Em 2018, as exportações agropecuárias responderam por 42% das vendas do País e por 7,2% das exportações mundiais do setor. Com esse balanço expressivo, o agronegócio cria as bases para atrair mais investimentos e liderar o crescimento do Brasil.

Nosso agro, baseado em nossa agropecuária, é um dos mais competitivos do planeta, tornando o Brasil o maior exportador líquid...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!