Plantio Direto

2019
O ano da ESPERANÇA e do muito a fazer

null

Leandro Mariani Mittmann
[email protected]

Alvadi Antonio Balbinot Junior, Julio Cezar Franchini, Henrique Debiasi, pesquisadores da Embrapa Soja, e Flavia Werner, professora da Universidade Estadual de Londrina/PR

Sistemas integrados de produção têm se tornado cada vez mais frequentes e importantes para o alcance de maior competitividade e sustentabilidade do agronegócio brasileiro. A integração lavoura-pecuária (ILP), que alterna na mesma área o cultivo de pastagens anuais ou perenes para alimentação animal e culturas destinadas à produção de grãos, é um sistema relevante para o incremento da diversificação das atividades agropecuárias. Diversos benefícios podem ser obtidos pela adoção da ILP, entre os quais se destacam a diversificação da renda, a redução de riscos, o aumento da renda por área e a redução de custos de produção, em função, principalmente, da melhoria da qualidade do solo manejado em sistema plantio direto (SPD). Outro possível benefício da ILP é a redução do uso de agroquímicos, em razão da quebra do ciclo de algumas pragas, doenças e plantas daninhas.

Espécies do gênero Urochloa (braquiária) têm sido amplamente utilizadas em sistema ILP conduzido em regiões tropicais, principalmente pela grande capacidade de produção de biomassa – mesmo em solos com baixa fertilidade – proporcionando boa cobertura do solo, abundante crescimento de raízes e alta ciclagem de nutrientes. Além do grande potencial de produção de forragem, gramíneas desse gênero formam biomassa com alta relação carbono/nitrogênio (C/N) e lignina/ N, o que confere maior persistência da palha, característica desejável, principalmente em ambientes quentes, nos quais ocorre rápida decompos...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!