Agricultura 4.0

SINGULARIDADESINGULARIDADE

Agricultura

Talvez você já tenha ouvido a palavra “singularidade”, cuja definição é a seguinte: “Qualidade ou propriedade daquilo que é singular, que é único”. Assim, existem várias formas de fazer uso dessa palavra, por exemplo: singularidade de expressão, humana, gravitacional etc. Na verdade, é um termo muito usado na física para explicar fenômenos extremos em que as equações são incapazes de explicá-los, ou também para expressar algo de tendência infinita, como os buracos negros, nos quais a gravidade tende ao infinito.

Todavia, o tipo de singularidade à qual se refere este texto e que afetará diversas atividades humanas, inclusive a agricultura, é a singularidade computacional ou tecnológica, encontrada em alguns textos. Basicamente, ela expressa o momento em que os computadores serão mais inteligentes que os humanos. Isso está previsto para 2029, segundo a estimativa de Ray Kurzweil, autor do livro The Singularity is Near (A Singularidade está Próxima). Sem dúvida, é uma previsão bastante otimista, mas, se considerarmos a Lei de Moore, em que a capacidade de processamento dos chips dobra a cada 18 meses e que isso já vem acontecendo a algum tempo, essa previsão pode se concretizar.

Bom, mas qual é a capacidade computacional do cérebro humano que o computador poderá ultrapassar? Segundo pesquisadores da IBM, o valor é ao redor de 36,8 petaflops (um tipo de unidade computacional), o mesmo que 36,8 quatrilhões de operações por segundo, o que equivale a, aproximadamente, 1 milhão de PCs trabalhando em conjunto. Supercomputadores existentes atualmente já ultrapassaram a metade dessa capacidade de processamento.

Isso significa que, quando chegarmos à singularidade tecnológica, os computadores ou as máquinas serão capazes de se autoprogramar, ca...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!