Na Hora H

INICIA-SE A ESPERANÇA DE 2019 APÓS O ASSOMBRO DE 2018

Na

ALYSSON PAOLINELLI

Até que enfim o agricultor brasileiro viu com assombro o término de um ano que pode significar muito para todos nós. O ano de 2019, pelo menos, se apresenta, sem dúvida, com uma nova esperança que se inicia nos céus do Brasil, como um alento para quem – com tanto esforço, lutas, sacrifícios e fé – vê chegar o espectro de uma nova fase, com a qual há tempos sonhamos, para reencontrar um País em ordem, com progresso, segurança e, principalmente, livre de tanta sujeira que nos envergonhava. Essa é a posição, podemos garantir, de todos aqueles que, nesses últimos 25 anos, tiveram de lutar e exercer a sua atividade sob ameaças permanentes, como se fossem os inimigos da Pátria.

No entanto, nada mais fizemos do que transformar o Brasil num país autossuficiente em sua alimentação e ainda corrigir, em menos de 20 anos, o descalabro de, apesar de tantos recursos naturais, ser um importador dos maiores que se conhecia em alimentos para a reverter o quadro de uma alimentação tão cara, que corroía quase metade da renda familiar. E que, pelo esforço, abnegação e sacrifícios, o produtor brasileiro conseguiu colocar à disposição de sua população um dos alimentos mais baratos e melhores que o mundo conhece, com a família gastando apenas de 14% a 18% de sua renda familiar. Isso permitiu, sem dúvida, que essa família pudesse participar, de forma muito mais efetiva, dos benefícios de uma vida em muito melhores condições que a anterior. E ainda arrecadar, como hoje estamos fazendo, com o fruto do trabalho, cerca de US$ 100 bilhões anuais pelas exportações que fazemos só de nossos produtos de origem agrícola, que dá ao País a necessária garantia de estabilidade, mesmo com o mundo...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!