Vitrine

Em 2019, ano 75: e ainda muita história pela FRENTE

A revista A Granja tem a cara da agropecuária brasileira: um imenso passado de muito trabalho e conquistas, um presente de encher os olhos e um futuro com muito a oferecer. Esta edição em suas mãos – ou na sua tela – é especial, comemorativa ao 74º aniversário da revista independente mais longeva do jornalismo brasileiro. Apesar de tanta história, a edição é totalmente dedicada ao futuro: 2019 e anos seguintes. Convidamos algumas autoridades brasileiras para descreverem o que imaginam do Brasil neste ano e nos seguintes – sobretudo para o nosso agronegócio –, e, principalmente, o que esperam ver melhorado na Nação que, há muito, promete ser o “país do futuro”. Afinal, no horizonte, sopram ventos de mudança, pois Brasília recebeu, neste mês de janeiro, uma leva diferente (pelo menos no que se refere a propostas), seja no Palácio do Planalto, seja no Congresso Nacional. O Brasil e os brasileiros podem e merecem mais. Assim como podem fazer mais.

E a edição especial comemorativa de aniversário destaca e faz projeções sobre as principais commodities de verão na safra 2018/19, segundo analistas de Safras & Mercado. Da mesma forma, o presidente da Embrapa, Sebastião Barbosa, conta, na seção O Segredo de Quem Faz, o que a gigante instituição pública de pesquisa agropecuária promete neste e nos próximos anos.

E se o assunto é futuro, a edição histórica d’A Granja – revista que, há 74 anos, relata tudo sobre os agronegócios brasileiro e mundial – descreve, ainda, a relação da publicação com as plataformas digitais e veicula o (hoje curioso) anúncio institucional de junho de 1996, no qual comunicava aos leitores sobre sua chegada à internet. “Você sabe o que é um site?”, indagava a peça publicitária, que, então, descrevia o que seria encontrado no “endereço” www.agranja.com.

Muito se evoluiu desde aquele junho, pois, além do site, hoje estamos em todas as principais redes sociais: Facebook, Instagram, LinkedIn, Twitter e WhatsApp. Além de poder ler a revista no aplicativo. Afinal, como o campo e seus protagonistas se modernizaram para crescer e se tornar este fenômeno mundial na produção de alimentos, coube à revista segui-los para chegar ao ano 75.

Mas, assim como o nosso agronegócio ainda tem muito a oferecer ao mundo, nós, da revista A Granja, temos consciência sobre o quanto ainda poderemos contar sobre as conquistas do setor. E, para tanto, usaremos todas as plataformas que existem. E as que virão.

Boa leitura! Um grande ano a todos!

Vitrine