Agribusiness

CAFÉ Preços reagem e superam US$ 1,20 a libra-peso em NY

Agribusiness

Lessandro Carvalho - [email protected]

Os preços do café arábica subiram ao longo de outubro na Bolsa de Nova York (Ice Futures), que baliza a comercialização internacional. A queda do dólar contra o real no Brasil, em meio ao cenário de eleições presidenciais, e correções técnicas levaram o mercado a avançar da faixa de US$ 1 a libra-peso para mais de US$ 1,20 (até 23/10). No Brasil, as cotações também subiram acompanhando esse movimento da bolsa. Segundo o consultor de Safras & Mercado Gil Barabach, “o movimento de alta é liderado por fundos, que buscam reduzir o tamanho de sua exposição vendida. O dólar em baixa, especialmente frente ao real, ajuda a dar suporte às cotações do arábica na bolsa nova-iorquina”.O consultor afirmou que “trata-se de um movimento corretivo, após as perdas exageradas anteriores, que levaram a cotação do café abaixo da linha de 100 cents na Ice”. Ele destaca que essa atividade, por enquanto, não tem consistência fundamental. Por isso, o mercado ainda está vulnerável a mudanças bruscas de comportamento, superada a realocação da carteira dos fundos. Os fundamentos seguem baixistas diante da ampla oferta global, superavitária em relação à demanda. Há tranquilidade no abastecimento em ano de safra recorde no Brasil, com outras importantes origens entrando agora, ao final de 2018, também com grandes safras. No mercado físico brasileiro de café, o movimento de alta ganhou intensidade, seguindo as altas externas.


ALGODÃO Brasil perde competitividade com dólar mais baixo

Agribusiness

...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!