Comercialização

Oportunidades dos seguros DERIVATIVOS agropecuários

Comercialização

Mercado futuro, mercado a termo, mercado de opções e swaps são algumas das modalidades de comercialização de produtos agrícolas que podem oferecer garantias de (maior) renda ao produtor. Vale a pena se informar sobre os mecanismos

Gustavo de Souza e Silva, assessor de investimentos na Rumo Investimentos e professor de derivativos no Pecege/Esalq/USP, [email protected]

Derivativos? Muitos de nós já fazemos esse tipo de operação, aliás, fazemos todos os anos, e nem imaginamos. O exemplo mais comum é o seguro de carros. Se você tem esse tipo de seguro, saiba que você já realiza operações com derivativos. Surpreso? Não fique, pois quando entender um pouco melhor sobre derivativos deixará de achar que é tão complicado quanto deve achar hoje e ver como eles são úteis. Você também verá que é uma ferramenta muito poderosa de gestão de risco de preços no agronegócio, usado tanto por produtores como pela indústria. Mas antes de explorarmos as características desses produtos, vamos falar sobre alguns pontos importante do uso deles. A primeira e a mais importante de todas é saber o motivo ou a finalidade pela qual se estão utilizando os derivativos. Muitos agentes que operam derivativos acabam tendo resultados ruins e, em poucos casos, até mesmo desastrosos simplesmente por usarem derivativos de forma errada. Seria como ter tomado o remédio errado para uma determinada doença e esperar que ele cure. Não é o remédio que é ruim, nesse caso é você que o está utilizando de forma errada.

Portanto, se você já ouviu casos em que os derivativos acabaram intensificando uma perda financeira, de um produtor ou de uma empresa, por exemplo, antes de julgar, quest...

Para ler a matéria completa faça Login
Caso não seja assinante da Revista A Granja, clique Aqui e Assine Agora!