Vitrine

INSTITUIÇÕES QUE FAZEM BEM AO BOLSO, AO BRASIL E ÀS PESSOAS

Atenção aos números do cooperativismo agropecuário brasileiro: são 1.618 instituições que congregam mais de 1 milhão de associados, trabalho árduo destes que são responsáveis por uma fatia considerável da produção agropecuária brasileira. Em 2017, as exportações das cooperativas agrícolas superaram US$ 6 bilhões, 20% a mais que no ano anterior. Há outros números impressionantes sobre o cooperativismo na nossa reportagem de capa, trabalho que enfoca o momento e as perspectivas econômicas das cooperativas brasileiras, mas que não deixa de abordar outro prisma do cooperativismo brasileiro: o bem que este sistema faz às pessoas. “Amparando a diversificação de atividades e funcionando como vetor de transferência de tecnologias, as cooperativas têm propiciado caminhos para fixação do homem no campo, com incremento de renda e qualidade de vida”, como sintetiza um dos entrevistados. As inúmeras ações promovidas pelas cooperativas, como o dia de campo da foto nesta página, é um exemplo sobre o que o sistema leva de experiências e perspectivas aos cooperados.

sileiros – sobretudo aqueles ligados ao campo – podem esperar do Governo Bolsonaro? Com a palavra – e as previsões – o professor Marcos Fava Neves, que, além de especialista no agronegócio brasileiro e mundial, ainda trabalhou em um documento sobre as potencialidades do setor entregue a homens do alto escalão do novo presidente. Fava Neves “descreve” o agro brasileiro e mundial em 2019 na seção O Segredo de Quem Faz. Entrevista imperdível.

E a edição que encerra 2018 traz muito mais sobre o futuro. Como um artigo que faz uma relação direta e inequívoca (segundo a FAO) sobre a necessidade do mundo produzir mais alimentos nas próximas décadas com a relevância de se aumentar a eficiência da agropecuária brasileira. E não apenas dentro das lavouras.

E tem mais, muito mais. Afinal, a nossa agropecuária vem com tudo no próximo ano!

Feliz Natal e um próspero, produtivo (e cooperativo) 2019!

Vitrine