China deve retomar ritmo de importação da carne bovina brasileira

Após frear um pouco as compras de carne bovina brasileira em janeiro, a China deverá retomar o ritmo normal de importação do produto a partir de agora, após a passagem das comemorações pelo seu ano novo. A expectativa é do consultor e analista de mercado da Scot Consultoria, Hyberville Neto, que também aponta preços firmes nos frigoríficos nos próximos dias. “A tendência é que a oferta, a partir de agora, aumente gradativamente, embora ainda siga bastante restrita”, diz.

Segundo levantamento da Scot, a cotação da arroba do boi gordo ficou estável nas praças paulistas na última sexta-feira (19/2) na comparação feita dia a dia, negociada em R$300,00, preço bruto e à vista. A oferta curta de boiadas, associada a um escoamento lento de carne bovina no mercado doméstico, explicam o cenário.

Os preços da vaca e da novilha gordas também permaneceram estáveis, negociadas, respectivamente, em R$280,00/@ e R$290,00/@, preços brutos e à vista. Para os animais que atendem os requisitos para exportação as ofertas de compras chegam até R$305,00/@, preço bruto e à vista.

Data: 22/02/2021
Fonte: Revista AG com informações da Scot Consultoria

Últimas notícias