Pandemia aquece venda de cortes Premium

A busca do consumidor por maior segurança alimentar e o aumento das refeições realizadas em casa em consequência da pandemia ampliaram a comercialização dos cortes bovinos Premium em boutiques e nas casas especializadas em carne. Mesmo com o arrefecimento das vendas em restaurantes e fast foods, de março a outubro, o incremento foi de 40% no referido nicho segundo a gerente do Programa Carne Angus Certificada, Ana Doralina Menezes, entrevistada na live Coffee Break do @granjaeag em 13 de outubro.
A conclusão baseia-se no banco de dados da Associação Brasileira de Angus e do Programa Carne Angus Certificada, que completa 17 anos em 2020. “O consumidor está fazendo mais suas refeições dentro de casa e para a família. E encontrou outras formas de preparar a carne certificada”, pontua. O ganho de espaço nas gôndolas evidencia também a busca pelo produto não só para finais de semana ou datas comemorativas. “Hoje, vemos a dona de casa desfrutando da Carne Angus como bife, assado, grelhado”, diz.
O movimento é também percebido na segmentação dos cortes de dianteiro que, por muito tempo, foram comercializados como peça única. Dessa forma, não somente a picanha, o vazio, o entrecot, a costela e a maminha ocupam as prateleiras dos supermercados. Os espaços, agora, são divididos com cortes diferenciados e certificados que, até pouco tempo, não estavam na lista gourmet. “Hoje, a gente tem um mix muito maior de produtos, com cortes de qualidade, padronizados, levando versatilidade e diversas formas de preparo a um consumidor que se aventura mais no mundo gastronômico. Oferecemos short rib (acém com osso), shoulder (peixinho), T-bone, cortes prime”, exemplifica.
Confira a live completa no link https://www.instagram.com/p/CGSPgfMlK7C/

Clique aqui e acesse a matéria completa.

Data: 13/10/2020
Fonte: @agranjaeag

Últimas notícias