Coincidência de nota e ginete marcam início de classificatória do Freio de Ouro

Morfologicamente falando, a Classificatória Gaúcha Norte começou no “taco a taco”. Com a média de 8,217, Desavença dos Castanheiros e Colibri Matrero puxaram a fila de suas categorias na tarde da quinta-feira (30) sob o comando do mesmo ginete: Gabriel Marty. Os exemplares já conhecidos pela presença significativa nos pódios da raça integram times de 26 fêmeas e os 27 machos de alto nível nesta que, somada ao Bocal de Ouro, é a terceira Classificatória do ciclo 2020 do Freio de Ouro.

A expectativa para a primeira etapa funcional, segundo os jurados, também é alta. As lideranças, por exemplo, carregam o Freio de Alpaca 2019 e o Freio FICCC 2018, respectivamente. Enquanto isso, 11 animais novos e em plena evolução, que disputaram o Bocal de Ouro 2020, fazem parte da seletiva. Ao todo, 27 participantes obtiveram notas acima de 7,0 em morfologia.

Ao vivo pelos canais oficiais da ABCCC e com retransmissão pelo Lance Rural, os jurados Gustavo Silveira Rodrigues - inaugurando como avaliador de uma Classificatória -, Lauro Varela Martins e Thiago Schilling de Ávila adentraram a pista para o julgamento da categoria fêmeas. Já na categoria machos, quem assumiu a avaliação foi o trio Eduardo Móglia Suñe, Leonardo Rodrigues Teixeira e Manoel Vanderlei Braz Gonçalves. O técnico responsável pela atividade é Cláudio Neto de Azevedo.

Data: 31/07/2020
Fonte: Abccc

Últimas notícias