Inicia nova etapa de vacinação contra aftosa

Os criadores de bovinos e bubalinos devem vacinar aproximadamente 87 milhões de animais, durante a nova etapa de vacinação contra a febre aftosa, que já iniciou na maior parte do país. Atualmente o rebanho total do país é de 216 milhões de cabeças.

A maioria das unidades federativas deve vacinar animais com idade de até 24 meses, com exceção dos estados do Acre, Amapá e Espírito Santo, que precisam vacinar o rebanho de todas as idades, conforme o calendário nacional de vacinação contra a aftosa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Esta fase de vacinação é histórica, já que será a primeira vez, desde a instituição das etapas de imunização no país, que o estado do Paraná não irá vacinar seus animais, seguindo o Plano Estratégico 2017-2026 do Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA). O programa prevê a ampliação gradual de zonas livres de febre aftosa sem vacinação no país. Além do Paraná, o estado de Santa Catarina, uma zona livre de febre aftosa sem vacinação desde 2007, não participa desta etapa.

Consulta

Foi publicada no Diário Oficial da União a Portaria 220, que abre consulta pública, pelo prazo de 75 (setenta e cinco) dias, para elaboração de Instrução Normativa destinada a atualizar as diretrizes gerais para a vigilância da febre aftosa com vistas à execução do PNEFA.

A nova instrução deverá incluir as mudanças necessárias às atualizações realizadas no Código de Animais Terrestres da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). As sugestões, tecnicamente fundamentadas, deverão ser encaminhadas por meio do Sistema de Monitoramento de Atos Normativos - SISMAN, da Secretaria de Defesa Agropecuária - SDA/Mapa, por meio do link: https://sistemasweb.agricultura.gov.br/sisman.

Foto: Divulgação

Data: 04/11/2019
Fonte: Mapa

Últimas notícias