Rebanhos registrados de Senepol crescem pelo Brasil

O número de rebanhos registrados da raça Senepol continua em expansão no País. O banco de dados da Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol (ABCB Senepol) já conta com 104.627 registros genealógicos. Na visão do vice-presidente da ABCB Senepol, Gilmar Goudard, esse desempenho mostra a grande aceitação do Senepol no mercado brasileiro. “Poucas raças no País atingiram essa marca nesse curto espaço de tempo.
E essa história só começou graças ao pioneirismo de criadores em trazer uma raça nova para o Brasil, que ninguém conhecia. Foi preciso muita dedicação, confiança no projeto e visão de futuro, acreditando, naquela época, que o Senepol poderia contribuir para a pecuária nacional. Hoje, temos plena certeza de que essa contribuição já está ocorrendo”, assegura Goudard.

De acordo com a pecuarista e associada da ABCB Senepol, Caroline Rocha Regianini, a procura por animais registrados em seu estado, Santa Catarina, vem crescendo. “Ter um rebanho certificado é de extrema importância, pois é uma comprovação da qualidade de nossos animais. Nossos clientes estarão adquirindo produtos de valor agregado”, fala Caroline, terceira geração da família a conduzir a Cabaña Santa Filomena.

A propriedade fica no município de Zortea, na divisa com o Rio Grande do Sul, e já trabalhava com outras raças de corte. As primeiras transferências de embrião foram feitas há dois anos e, agora, o rebanho já tem a certificação da ABCB Senepol. Recentemente, o técnico da associação, Marcelo de Almeida Felício Filho, efetuou os primeiros registros do plantel. “A pecuária de corte vem crescendo em Santa Catarina e o Senepol é uma alternativa interessante, pois apresenta bons resultados em cruzamentos com outras raças. A procura por fêmeas e touros é grande e, em um futuro breve, poderemos atender”, afirma Caroline, que é formada em Medicina Veterinária. Ela se junta a outros 640 criadores em todo o Brasil que são associados da ABCB Senepol.

A associação atua como delegada do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para executar o Serviço de Registro Genealógico desde 2002, quando efetuou os primeiros registros de animais. Com a forte demanda do mercado por animais capazes de promover a pecuária de ciclo curto na última década, os rebanhos puros de Senepol se multiplicaram nos anos seguintes e tiveram um crescimento bastante acentuado a partir de 2013. Naquele ano, o banco de dados da ABCB Senepol tinha 26.840 animais registrados. Em 2014, já eram 68.166 registros e, agora, em 2019, já ultrapassa os 100 mil registros. “Esses números refletem que o trabalho desenvolvido pela entidade para fomento da raça e promoção do melhoramento genético animal vem dando resultados”, diz o presidente da ABCB Senepol, Pedro Crosara.

Data: 02/07/2019
Fonte: ABCB Senepol

Últimas notícias